Respondendo dúvidas sobre o SiSU

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é uma das seletivas mais importantes para os estudantes que fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e desejam entrar em uma universidade pública no Brasil. Em algumas universidades, ele é a única forma de ingresso.

Por isso, entender como funciona o SiSU é fundamental para conseguir uma vaga no ensino superior público. Para te ajudar a entender o sistema, o Prepara Enem vai esclarecer as principais dúvidas sobre o SiSU. Confira!

Quem pode se inscrever no SiSU?

Podem participar do SiSU todos os estudantes que concluíram o Ensino Médio ou que vão concluir até a liberação do resultado do SiSU e fizeram a última edição do Enem, sem ter zerado a redação.

Os treineiros do Enem – pessoas que ainda não concluíram o Ensino Médio – não podem participar do SiSU.

Quem já está no ensino superior pode participar do SiSU?

Sim. Porém, se o estudante tiver cursando uma graduação em alguma universidade pública, a matrícula deve ser encerrada caso seja convocado para outro curso pelo SiSU. Desde 2009, a Lei 12.089 instituiu que fica proibido que uma mesma pessoa ocupe duas vagas simultaneamente em instituições públicas de ensino superior.

Quando abrem as inscrições para o SiSU?

As inscrições para o SiSU são abertas duas vezes ao ano para oferecer vagas nos dois semestres. No SiSU do primeiro semestre, geralmente, as inscrições são realizadas em janeiro. Já para o SiSU do segundo semestre, as inscrições costumam ser realizadas no final de junho ou começo de julho.

Tem que pagar taxa de inscrição?

Não. As inscrições para a participação no SiSU são gratuitas.

Quais universidades oferecem vagas no SiSU?

Todas as universidades federais, com exceção da Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), Universidade de Brasília (UnB) e Universidade Federal de Rondônia (Unir). Os institutos e centros federais de educação tecnológica (IFs) e algumas universidades estaduais também oferecem vagas no SiSU.

Também é importante você saber que algumas dessas instituições utilizam apenas o SiSU como forma de ingresso.

Todas as universidades federais participam das duas edições do SiSU?

Não. A maioria das universidades participa somente da edição do SiSU de primeiro semestre, por isso, as vagas destinadas a esse período são sempre maiores. A oferta do primeiro semestre costuma ser de 3 a 4 vezes maior que a do segundo.

É difícil definir quais são as instituições que oferecem vagas em cada período, já que isso depende do número de vagas disponíveis em seus cursos e demais critérios da própria instituição.

Uma outra questão que também precisa ser considerada é que nem todos os cursos oferecidos pelas instituições têm vagas para os dois semestres. Por isso, existem instituições que participam das duas edições, mas as opções de cursos não são as mesmas.

O SiSU oferece vagas em cursos a distância?

As vagas para os cursos de educação a distância (EaD) começaram a ser oferecidas no SiSU somente a partir de 2020. No entanto, por ser uma novidade, o número de adesões ainda não é muito grande.

Tem vagas para cotistas no SiSU?

Sim. As instituições federais seguem as diretrizes da Lei de Cotas, que reserva 50% das vagas aos estudantes que fizeram todo o ensino médio em escola pública e, dentro dessas vagas, há um percentual para os candidatos de baixa renda, autodeclarados pretos, pardos e indígenas e pessoas com deficiência.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como comprovo minha raça ou renda no SiSU?

Todas essas informações devem ser comprovadas junto à instituição de ensino de aprovação, no momento da matrícula. 

O critério de cor ou raça é autodeclaratório e, geralmente, os candidatos devem passar por uma comissão avaliadora, também chamada de comissão de heteroidentificação.

Já a renda deve ser comprovada por meio de documentação que comprove a situação declarada pelo candidato.

O que são pesos no SiSU?

Apesar do Ministério da Educação (MEC) ter como único pré-requisito na pontuação do Enem a nota acima de zero na redação, cada universidade tem seus critérios de classificação dos estudantes.

Neste caso, os pesos, são utilizados para calcular a média do candidato, levando em consideração as áreas de conhecimento que têm mais importância para o curso escolhido.

Por exemplo, é comum que a prova de Matemática tenha mais peso para cursos de Exatas, como Engenharia. Já para cursos da área da Saúde, a prova de Ciências da Natureza costuma ter peso maior.

Porém, cada instituição utiliza um peso diferente para seus cursos, além de estabelecerem notas mínimas tanto para a redação como para as provas objetivas do Enem. Assim como também existem instituições que não estabelecem nenhum peso ou nota mínima no SiSU.

Se você quiser saber qual é o peso de cada prova para o curso que você deseja ingressar, é só acessar o Termo de Adesão ao SiSU, que contém todas essas informações.

O que é o Termo de Adesão ao SiSU?

É um documento que as instituições de ensino divulgam em seus sites quando confirmam a participação em determinada edição do SiSU. Nesse documento há as principais informações da seleção, como o número de vagas para ampla concorrência e cotas, quantidade de cursos oferecidos, locais de vagas e os critérios que serão utilizados para a seleção em cada curso.

O que é nota de corte no SiSU?

A nota de corte é a pontuação do último candidato classificado em determinado curso e modalidade de concorrência naquele momento. A partir do segundo dia de inscrição, o sistema faz o cálculo da nota de corte para cada curso e divulga para os participantes.

Os candidatos precisam verificar se sua média é maior que a nota de corte, pois só assim terão chance de ser aprovados. No entanto, estar acima da nota de corte não é uma garantia de aprovação, pois ela muda diariamente até que o prazo de inscrição encerre.

O que acontece se eu for aprovado somente no curso de segunda opção?

Se você for aprovado apenas no curso de segunda opção, você deve se matricular nele, caso tenha interesse. Os estudantes que são aprovados na segunda opção perdem o direito de participar lista de espera.

Neste caso, a sugestão é que você se inscreva somente no curso que deseja fazer.

A matrícula tem que ser feita presencialmente?

Depende. Todo o processo de matrícula é realizado pelas universidades. Neste caso, o estudante aprovado deve procurar a instituição e verificar qual o meio ela utiliza para a matrícula, se é presencial ou on-line. A documentação e todas as demais informações de matrículas são de responsabilidade do estudante e da instituição de ensino.

Recebo bolsa se a universidade for longe de casa?

O SiSU não oferece nenhum programa de bolsas para os estudantes, ele é apenas o meio de seleção. Algumas instituições possuem sistemas de auxílio para estudantes. Os convocados devem procurar sua instituição para saber se existe alguma opção que atenda suas necessidades.

Quem pode participar da lista de espera do SiSU?

Os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das duas opções de curso na chamada regular. Esses candidatos podem se cadastrar na lista de espera para um dos dois cursos escolhidos no período de inscrição.

Onde vejo as chamadas da lista de espera?

A partir da segunda chamada do SiSU as divulgações são feitas pelas universidades. Os inscritos na lista de espera que aguardam por uma vaga devem ficar atentos às convocações feitas pelas universidades. Todas as informações e cronogramas a partir da segunda chamada são de responsabilidade das instituições.

Por: Giullya Franco

Artigos relacionados

Cotas no SiSU

Tire suas dúvidas sobre o sistema de cotas do SiSU, as leis, ações afirmativas e programas de bônus em cada instituição de ensino.

SiSU

Conheça o SiSU, sistema de seleção que utiliza as notas do Enem para ingresso em instituições públicas de ensino superior e saiba como participar.

O que fazer com a nota do Enem

Entenda por que é tão importante fazer o Enem e saiba como usar as notas do exame para entrar em uma faculdade.