Amigdalite

Nós possuímos duas estruturas que se localizam ao lado da garganta: são as amígdalas. Essas estruturas são formadas por tecido linfoide, rico em linfócitos; e plasmócitos e macrófagos, responsáveis pela defesa do organismo. Por estarem em um local estratégico, as amígdalas atuam como um filtro que retém todos os microrganismos que entram pelo nariz, com o ar; ou pela boca, com os alimentos. Assim, por estarem em contato direto com vírus e bactérias, são mais suscetíveis a infecções. A inflamação das amígdalas é chamada de amigdalite. Essa inflamação é mais comum durante a infância, pois é nessa fase que entramos em contato com novos germes.

Geralmente a amigdalite é causada pela infecção por vírus ou bactérias, e causa sintomas como dor de garganta, dores no corpo, dores de cabeça, febre, prostração, dor de ouvido, dificuldade para engolir e hálito pesado.

A amigdalite bacteriana é causada principalmente pela bactéria Streptococus pyogenes, e pode ser facilmente identificada por meio das placas de pus que se formam nas amígdalas (que ficam inchadas e vermelhas), e pelo aumento dos gânglios linfáticos do pescoço. Essa infecção pode causar febre alta. A amigdalite bacteriana é tratada com o uso de antibióticos específicos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A amigdalite viral é causada por vírus, e seu tratamento é feito com analgésicos e anti-inflamatórios que atenuam os sintomas da infecção.

Especialistas classificam a amigdalite como amigdalite aguda e amigdalite crônica. A amigdalite aguda geralmente ocorre em crianças acima de 3 anos de idade. Feito o tratamento adequado, os sintomas desaparecem após 5 ou 7 dias.

A amigdalite crônica surge quando ocorrem amigdalites agudas com muita frequência, pois os microrganismos causadores da infecção podem se instalar de forma permanente nas amígdalas, causando lesões. Às vezes, em alguns casos de amigdalite crônica, o tratamento convencional pode não resolver o problema, então o médico pode sugerir a extração das amígdalas, em um procedimento chamado de amigdalectomia.

Depois de diagnosticada a amigdalite, deve-se começar imediatamente o tratamento seguindo criteriosamente o prazo determinado pelo médico. Nos casos em que a amigdalite é causada por bactérias, a interrupção da medicação antes do prazo determinado e o não tratamento da infecção podem trazer algumas consequências nada agradáveis, como febre reumática, surdez, problemas nos rins e coração, septicemia e choque bacteriano.

As amígdalas são estruturas responsáveis pela defesa do organismo

As amígdalas são estruturas responsáveis pela defesa do organismo

Por: Paula Louredo Moraes