Influência da Pressão Externa sobre o Ponto de Ebulição

Será que é possível a água permanecer líquida acima da temperatura de 100°C?

É possível sim, depende somente da pressão externa. Mas, para entendermos como isso ocorre, vamos analisar primeiro o que é o ponto de ebulição (PE).

Definição conceitual de Ponto de Ebulição (PE).

Por exemplo, digamos que uma panela contendo água, à temperatura ambiente, seja colocada em aquecimento. As suas moléculas vão ganhando energia cinética para romper as interações intermoleculares com as moléculas vizinhas. As moléculas que passam para o estado de vapor, inicialmente, ficam no fundo da panela. Isso pode ser visto pela formação das bolhas no chão do recipiente.

A pressão que o vapor exerce dentro da bolha é menor que a pressão externa, que é a pressão atmosférica, isto é, a pressão exercida sobre sua superfície. Porém, à medida que a temperatura vai aumentando, essa pressão de vapor (Pv) dentro da bolha também aumenta, até que ela se torne igual à pressão atmosférica e, por fim, entre em ebulição, ou seja, a bolha sobe para a superfície e é liberada no estado gasoso.

Um líquido entra em ebulição quando sua pressão de vapor (Pv) se iguala à pressão atmosférica.

Dessa forma, conclui-se que quanto menor for a pressão externa, mais rápido será para a pressão do vapor dentro da bolha igualar-se a ela e, assim, será menor o ponto de ebulição. E quanto maior for a pressão externa, maior será também a temperatura de ebulição. Ou seja, são diretamente proporcionais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Outro ponto importante relacionado com isso é a altitude:

Relação entre a pressão atmosférica e a altitude.

Ao nível do mar (altitude igual a zero), com a pressão de 760 mmHg ou 100000 Pa, a água entra em ebulição a 100 °C. No entanto, se formos para um lugar mais elevado, como o Monte Everest, que está situado na cordilheira do Himalaia, ela ferverá mais rapidamente, pois sua altitude é de 8848 m e sua pressão atmosférica é de 240  mmHg. A água ferverá em aproximadamente 71°C.

Se tentássemos fazer arroz no Monte Everest seria muito difícil, pois a água “secaria” antes do arroz cozinhar.

Agora, suponhamos fazer o contrário: ir para um lugar onde a altitude é menor que o nível do mar, como, por exemplo, o Mar Cáspio, um mar interior da Ásia, que tem altitude 28 metros abaixo do nível do mar. Nesse lugar, a água ferve a uma temperatura acima de 100°C.

Isso responde a pergunta que fizemos no início do texto. A água permanece no estado líquido a uma temperatura acima de 100°C, se a pressão externa for maior que a do nível do mar.

Por exemplo, a panela de pressão aumenta a pressão dentro de seu interior. O resultado será que o ponto de ebulição da água se elevará, ocorrendo por volta de 110 °C. Como ela permanece por mais tempo no estado líquido e mais quente, o cozimento dos alimentos será mais rápido.

O Ponto de Ebulição da água ao nível do mar é 100°C e a pressão atmosférica é de 100 000 Pa

O Ponto de Ebulição da água ao nível do mar é 100°C e a pressão atmosférica é de 100 000 Pa

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Diagrama de fases

Aprenda o que vem a ser um diagrama de fases, os seus componentes e como avaliar as mudanças de estados de uma substância.

Ebulioscopia ou Ebuliometria

O estudo da ebulioscopia se concentra no aumento do ponto de ebulição de um solvente quando se adiciona um soluto não volátil.

Funcionamento da panela de pressão

Por que os alimentos cozinham bem mais rápido na panela de pressão? Entenda o motivo lendo este texto.

Liofilização de alimentos

Conheça a liofilização, uma técnica de desidratação que usa da sublimação para produzir alimentos muito duráveis, como o café solúvel.

Ponto de Fusão e Ponto de Ebulição

Ponto de Ebulição (PE) é a temperatura em que ocorre a ebulição e o Ponto de Fusão (PF) é a temperatura em que ocorre a fusão.

Pressão Máxima de Vapor

A pressão que o vapor exerce em equilíbrio com o líquido correspondente é chamada de pressão de vapor.

Propriedades Coligativas

As propriedades coligativas são estudadas quando se adiciona um soluto não volátil em um solvente, alterando algumas de suas propriedades físicas.