Detergentes biodegradáveis

Os primeiros detergentes sintéticos apresentavam em sua estrutura química cadeias ramificadas, como a mostrada a seguir:

Exemplo de detergente não biodegradável.
Exemplo de detergente não biodegradável.

O nome desse composto é p-1,3,5,7-tetrametiloctil-benzenossulfonato de sódio. Veja como ele possui ramificações de grupos metil. Essas ramificações é que tornam o detergente não biodegradável, pois os microrganismos não conseguem degradá-las.

Uma substância é considerada biodegradável quando, como o próprio nome diz, ela sofre uma degradação biológica, ou seja, os microrganismos conseguem transformar tal composto em moléculas simples ou íons inorgânicos, que são usados na nutrição das plantas. Como a maioria dessas degradações ocorre com a presença de oxigênio, denomina-se degradação aeróbica.

Os detergentes não biodegradáveis só são decompostos por meio de processos físicos e químicos. Porém, se são lançados na natureza, como em rios e lagos – que é o que ocorre geralmente – eles permanecem inalterados e formam espuma que prejudica muito o meio ambiente.

Por isso, as indústrias que fabricam esse produto foram forçadas a produzir detergentes com cadeias retas, lineares ou normais, semelhantes às cadeias dos sabões. Um exemplo é o p-dodecilbenzenossulfonato de sódio, esquematizado a seguir:

Exemplo de detergente biodegradável.
Exemplo de detergente biodegradável.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Esse exemplo é um composto biodegradável. Os detergentes são sais derivados do ácido sulfônico de cadeia longa, com uma parte apolar e a extremidade polar. 

Conceito de diferença de detergente biodegradável e não biodegradável.
Conceito de diferença de detergente biodegradável e não biodegradável.

Podemos contribuir para a diminuição da poluição das águas quando escolhemos detergentes sintéticos que tenham estruturas biodegradáveis. Esses compostos não causam grandes alterações no ambiente.

No entanto, um aspecto importante a ser ressaltado é: mesmo usando detergentes biodegradáveis, não quer dizer que o meio ambiente esteja protegido. Por que não? Isso ocorre porque, se for despejada em rios e em lagos uma grande quantidade de matéria orgânica, como os detergentes, será necessário que os microrganismos consumam mais oxigênio da água para que possam realizar a degradação. Consequentemente, haverá morte em cadeia das espécies que habitam o ecossistema e que precisam do oxigênio da água para sobreviver.

Assim, além de ser importante utilizar detergentes biodegradáveis, é necessário também outro fator: economia na quantidade de detergente usado na limpeza. 

Mesmo usando detergentes biodegradáveis, a não economia desse produto na hora da limpeza poderá causar graves danos ambientais.

Mesmo usando detergentes biodegradáveis, a não economia desse produto na hora da limpeza poderá causar graves danos ambientais.

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Plástico verde

Conheça o que é o plástico verde, um polímero com estrutura idêntica ao polietileno, mas que possui o benefício de ser de fonte renovável, o etanol da cana-de-açúcar.

Água Dura

Conheça o que é a água dura, como ela interfere na atuação dos sabões, os prejuízos que ela pode causar e como eliminar sua dureza.

Química dos Sabões e Detergentes

Entenda por que os sabões e detergentes conseguem remover a gordura e por que eles são denominados agentes tensoativos ou surfactantes.

Poluição de rios

A poluição dos rios causa alterações físicas na água. Confira!

Química Ambiental

Conheça as áreas de estudo da química ambiental.