Tudo a ver ou Tudo haver? - qual a forma correta?

Tudo a ver ou Tudo haver? É comum surgirem dúvidas sobre a forma correta desta expressão.

Perceba que estamos diante de duas expressões idênticas, sonoramente falando. Contudo, em se tratando da escrita, constatamos que se divergem, visto que uma se constitui da preposição “a” e a outra do verbo haver.

Entretanto, são características apenas quanto à parte estética, ou seja, referem-se a termos estruturais. Mas e em se tratando de outros fatores? Quais seriam os pontos que as demarcam? Pois bem, é o que vamos descobrir por meio de algumas elucidações ora pertinentes.

A expressão tudo haver, quando comparada ao padrão formal da linguagem, representa um evidente desacordo, visto que ela não existe. O verbo haver, fazendo referência a este contexto não se adéqua.

Portanto, você pode ter tudo a ver com uma determinada situação ou com algo, assim como, por exemplo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nossa! esta música tem tudo a ver comigo.

O desaparecimento dos garotos tem tudo a ver com a situação em que se encontra a cidade nestes últimos tempos.

Como também pode ter a nada a ver. Perceba:

Eu não tenho nada a ver com isso.

Marta não tem nada a ver com a fuga dos animais.

Eis aí o porquê de usarmos somente tudo a ver/nada a ver, e desprezarmos as expressões tudo haver/nada haver, analisadas sob o âmbito da linguagem escrita!

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

O sentido representado pela expressão indica a forma correta

O sentido representado pela expressão indica a forma correta

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Artigos relacionados

Como escrever bem?

Aprenda 5 passos para aprimorar a sua produção textual e desenvolva a sua habilidade de escrita!

Vinte dicas necessárias à competência linguística

Amplie ainda mais sua competência linguística, clicando e conferindo vinte dicas necessárias a tal habilidade!