Textos injuntivos

O texto injuntivo é aquele que visa a direcionar o leitor ou ouvinte a tomar determinada ação ou determinado comportamento. Sua linguagem é concisa e direta, apresenta curtos períodos e predominância do modo verbal imperativo. Diversos gêneros utilizam a tipologia injuntiva para ordenar, orientar ou aconselhar.

Leia também: Textos narrativos – textos que contam histórias reais ou ficcionais

Texto injuntivo e texto prescritivo

Os textos injuntivo e prescritivo possuem semelhanças, pois ambos têm a função essencial de “guiar” o leitor, de modo que ele possa realizar alguma ação com êxito. Entretanto, existem diferenças cruciais e que distinguem um do outro.

O texto injuntivo é aquele que visa a orientar, aconselhar, recomendar, propor ou sugerir algo ao leitor, tanto em relação a montar um determinado objeto quanto subjetivamente, procurando indicar um tipo de comportamento ou atitude, no âmbito social, legal ou até espiritual, como alguns textos religiosos. Pode-se concluir que esse tipo textual fornece uma “sensação de liberdade” por parte do autor, na medida em que ele aconselha, mas não obriga.

O texto prescritivo, por sua vez, visa a ordenar, impor, exigir, obrigar ou direcionar o leitor a tomar determinada ação, sobre a qual ele não tem poder de escolha. Desse modo, tal tipo textual fornece pouca ou nenhuma “sensação de liberdade” ao leitor, na medida em que o que está sendo orientado carrega um teor obrigatório.

Características do texto injuntivo

A característica diferencial dos textos injuntivos é a de ensinar ou instruir o leitor/ouvinte.
A característica diferencial dos textos injuntivos é a de ensinar ou instruir o leitor/ouvinte.

A tipologia textual injuntiva insere-se dentro de um contexto específico, no qual o texto destaca-se por sua finalidade de guiar o leitor ou ouvinte para que ele consiga realizar alguma atividade, adaptar um comportamento ou até compreender determinadas normas ou regras que estruturam o ambiente ou situação.

Sendo assim, a característica fundamental de todo texto injuntivo é a de levar o leitor a agir, a comprometer-se com um modo de ação, com intuitos específicos. Desse modo, é comum encontrarmos textos injuntivos na vida cotidiana, com a finalidade de auxiliar alguém a realizar ações de modo mais satisfatório, como as receitas de pratos especiais, os manuais de instruções de eletrodomésticos, os manuais de montagem e desmontagem de objetos etc.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Alguns linguistas apontam que, além de orientar, auxiliar ou instruir, os textos de base injuntiva têm a intenção de incitar uma ação, um fato ou um fenômeno, utilizando a linguagem para ensinar como chegar a tal resultado.

Em relação a características linguísticas, o texto injuntivo costuma apresentar períodos simples e curtos. O uso de períodos longos pode afetar negativamente o entendimento das orientações dispostas, por isso é comum também o uso de listas ou tópicos alinhados abaixo uns dos outros, em ordem cronológica, na qual devem ser realizadas as ações, como os manuais, os quais apresentam o passo a passo na ordem em que deve ser feito.

Os verbos do texto injuntivo costumam apresentar-se no modo imperativo, indicando ordem ou instrução. Além disso, por, comumente, os textos injuntivos serem direcionados a amplo público, a linguagem deve ser clara, objetiva, acessível e apresentar uma “neutralidade” no tratamento com o interlocutor. A depender do gênero textual no qual a tipologia injuntiva se apresente, a estrutura pode apresentar características específicas.

Além disso, pode-se dividir a estrutura do texto injuntivo em:

  • Introdução – exposição macro: momento inicial em que o autor indica ao leitor o objetivo geral da ação recomendada pelo texto.
  • Desenvolvimento – apresentação dos comandos: exposição das ações que devem ser executadas para que o objetivo geral seja realizado. As ações são apresentadas na ordem em que devem acontecer.
  • Conclusão – justificativa: é a parte final do texto, na qual o autor expõe os motivos pelos quais se deve seguir as orientações, ou, ainda, pode indicar as consequências caso o leitor tome uma atitude contrária à exposta no texto. Essa parte não é presente em todos os textos injuntivos, mas é muito comum, principalmente, em textos de cunho legal ou de aconselhamento.

Veja também: Textos instrucionais e a acessibilidade linguística 

Exemplos de textos injuntivos

Como mencionado, a injunção está presente em diferentes gêneros textuais, como:

  • manuais de instruções de uso e/ou montagem;
  • textos de orientação de leis de trânsito;
  • regulamentos;
  • regras de um jogo;
  • regimentos de determinado grupo ou instituição;
  • leis;
  • decretos;
  • textos que ensinam a confeccionar trabalhos manuais e objetos para o lar;
  • bulas de remédios;
  • textos doutrinários;
  • propagandas;
  • receitas de comida etc.

É possível categorizar os exemplos de textos injuntivos de três formas:

  • Textos instrucionais-programadores: com finalidade de instruir/ensinar alguém a realizar algo (receitas e manuais de modo geral).

Receita de bolo de trigo

INGREDIENTES

2 xícaras de farinha de trigo
1 xc de açúcar

3 ovos
1 colher (sopa) de fermento químico em pó
1 xc de leite
3 colheres de margarina

MODO DE PREPARO

Bata os ovos, açúcar e margarina. Acrescente a farinha e, gradualmente, o leite. Após a massa atingir estado homogêneo, acrescente o fermento e bata por mais 2 minutos. Leve ao forno preaquecido a 180 graus, e deixe assar por volta de 40 minutos.

A receita orienta os ingredientes necessários para fazer o bolo antes de ensinar o passo a passo, de modo que o leitor prepare-se adequadamente. Em sequência, apresenta-se a ordem das ações que devem ser realizadas.

  • Textos de conselho: com finalidade de aconselhar alguém a fazer algo (horóscopo, textos doutrinários, artigos de estética, saúde ou comportamento).

 ÁRIES

Trabalho: compartilhe suas ideias.
Amor: seja sincero sobre suas emoções.

Saúde: cuidado com vícios.
Número: 18
Cor: vermelho

O horóscopo pode apresentar curtas frases de base injuntiva, direcionando os comportamentos que devem ser evitados ou valorizados.

  • Textos reguladores-prescritivos: com finalidade de obrigar alguém a efetuar algo (ordens, leis, regimentos, regras de jogos).

O Código de Defesa do Consumidor, na lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, afirma: “o fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança”.

Essa instrução não apenas orienta como também ordena uma ação que deve ser tomada: não expor produtos que ofereçam perigo à saúde e segurança. A não obediência a esse regulamento acarreta em penalização judicial prevista em lei. Nesse caso, o texto injuntivo apresenta-se como uma prescrição, visto que se expressa mais pela via da ordem, e não pela via do aconselhamento.

Por: Talliandre Matos

Artigos de Textos injuntivos

Injuntivo e Prescritivo: modalidades textuais distintas

Texto injuntivo e texto prescritivo são modalidades textuais cuja finalidade se define por instruir. Clique e confira acerca das características que os demarcam.

Instruir - Característica de alguns gêneros textuais

Conheça sobre as características pertencentes aos mesmos!

Receita culinária

Você sabia que a receita culinária se caracteriza como um gênero textual? Pois bem, não deixe de clicar e conferir algumas das características linguísticas que a demarcam!

Textos instrucionais e a acessibilidade linguística

Você sabe o que é acessibilidade linguística? Clique e saiba mais sobre a linguagem intrincada dos textos instrucionais.