Regência

Preparar algo tão especial para você, que é ainda mais especial para nós, torna-se motivo de muito de orgulho, caro (a) usuário (a).  Nesse sentido, a seção que você irá compartilhar a partir de agora lhe reserva importantíssimas informações, das quais você precisa para se inteirar um pouco mais das particularidades que norteiam a chamada Regência.

Mas falar sobre tal assunto, a princípio, parece um pouco vago, impreciso – razão pela qual, a partir dos enunciados que seguem, você terá condições de compreender melhor esse fato linguístico tão importante na estruturação de nossas ideias, na elaboração de nossos pensamentos. Atente-se a eles, portanto:

O médico assiste o paciente.

Assistimosa um filme maravilhoso.

Inferimos que se trata de um mesmo verbo, porém obedecendo a regências distintas, justamente pelo fato de apresentar significados diferentes, levando em conta o contexto em que se encontra inserido.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Temos assim o que chamamos de regência verbal, a qual se justifica pela relação estabelecida entre os verbos e seus respectivos complementos.

Ele se mostrou contrário às propostas feitas por ela.

Temos agora um adjetivo (contrário), o qual se encontra acompanhado de um complemento, estando esse regido da preposição – ocorrência linguística que demarca o que denominamos de regência nominal, que nada mais é do que a relação que se estabelece entre substantivos, adjetivos e advérbios, também conhecidos, em termos gramaticais, como nomes.

A partir de tais esclarecimentos, descubra você mesmo (a) o que temos a lhe oferecer, por isso, que tal um clique?

A regência trata da relação que se estabelece entre os verbos e os nomes e os respectivos complementos de que deles fazem parte

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Artigos de Regência

A relação entre as preposições e a regência verbal

Certifique-se, por meio de apenas um clique, acerca da relação entre as preposições e a regência verbal.

Analisando a regência dos verbos namorar e precisar

Constate acerca de alguns importantes pressupostos!

Regência do verbo atentar

Verbo atentar... seria ele pronominal? Quais das formas estariam corretas: atente-se a ou atente na? Descubra em apenas um clique!

Regência do verbo implicar

A regência do verbo implicar será definida dependendo do sentido que ele apresenta. Saiba mais desse assunto clicando aqui!

Regência do verbo “assistir”

Aprenda sobre um verbo que possui dupla regência, o verbo assistir, que pode, dependendo do significado que expressa, ser classificado como verbo transitivo direto ou verbo transitivo indireto. Amplie seu conhecimento linguístico por meio da análise desse caso no qual ocorre uma diversidade de regência.

Regência dos verbos com sentido de movimento ou estático

A regência dos verbos com sentido de movimento ou estático está relacionada ao uso correto da preposição.

Regência Nominal

A regência nominal representa uma ocorrência linguística constituída de algumas particularidades. Conheça-as aqui!

Regência Verbal

A regência verbal, assim como os demais fatos linguísticos, é bastante importante na construção de nossos discursos. Atenha-se a alguns detalhes aqui!

Regências diferentes e um só complemento

Ao contrário do que dizem alguns gramáticos, verbos com diferentes regências podem ser expressos com um só complemento. Clique e confira!