O que é falso prefixo?

Agora, com o novo acordo ortográfico, muito se escuta falar sobre o “falso prefixo”.
Ele está nas regras das mudanças ortográficas e nas explicações dadas sobre as mesmas.

Muitos ficam em dúvidas e não encontram resposta: Mas o que afinal é um “falso prefixo”?

Para o explicarmos, é necessário que, primeiramente, determinemos o que é prefixo de acordo com o dicionário Aurélio: afixo que antecede a raiz. Já afixo, também de acordo com o glossário, é a designação comum aos prefixos, sufixos e infixos.

Parece uma “bola de neve”: prefixo é afixo e afixo é prefixo.

Mas a explicação é mais simples do que se pensa: o prefixo é um elemento que se afixa, que se junta a um vocábulo para que juntos constituam uma unidade sintagmática e semântica, ou seja, para que tenham um significado. Logo, o prefixo isolado pode até possuir um significado, mas sua função é de se aglutinar com uma palavra e com ela formar um todo.

Agora vamos entender os “falsos prefixos”: Primeiro, se são chamados de “falsos” é porque não chegam a ser ou então fingem ser. Como se posicionam antes da palavra e se juntam as mesmas e com elas formam um novo significado, são tidos como uma espécie de prefixo, até mesmo pela aparência sintática.

Lembre-se que quando dizemos “sintaxe” estamos falando de posição e “semântica” estamos falando de significado.

Acontece que um “falso prefixo” possui por si só seu próprio radical e, portanto, seu próprio sentido. Logo, mesmo quando não está agrupado com uma palavra, tem seu significado, veja:

• Contra (oposição): Eu sou contra a discriminação.
• Auto (por si próprio): Eu consigo me auto governar.
• Pseudo (falso): João era o pseudo nome do poeta.
• Semi (metade): Vou comprar leite semi desnatado.

Compare com as significações dos prefixos:

• Ante = antes de
• Infra = abaixo de
• Arqui, super, hiper, sobre = acima de

Perceba que o prefixo possui um significado, contudo, isolado, não tem função nenhuma, somente em associação com uma palavra. Já os “falsos prefixos”, como visto anteriormente, possuem, por assim dizer, um sentido completo. Podem até se associar com uma palavra, mas não perdem seu significado. Veja nos exemplos:

a) Eu comprei um micro-ondas. (aparelho que emite pequenas ondas eletromagnéticas)
b) Na praia só tinha micro ondas, nem deu para surfar como gostaria. (pequenas ondas)

Nos dois casos, a palavra micro quer dizer “pequeno” e funciona muito bem tanto em conjunto como “micro-ondas” como isolado, que é o caso da oração da letra “b”.

Observação: Com o novo acordo, “microondas”, que era escrito dessa forma, junto, agora escreve-se separado por hífen: micro-ondas!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
O falso prefixo possui por si só seu próprio significado

O falso prefixo possui por si só seu próprio significado

Por: PrePara Enem

Artigos relacionados

Como escrever bem?

Aprenda 5 passos para aprimorar a sua produção textual e desenvolva a sua habilidade de escrita!

Composição

Com a leitura deste artigo você vai estudar a composição de novas palavras, a qual pode ocorrer por meio de justaposição ou aglutinação.

Compreendendo o processo de formação das palavras

Aprimore seu conhecimento no que se refere a este assunto!

Derivação

Com a leitura deste artigo você vai saber tudo sobre a Derivação, um dos processos de formação de palavras da língua portuguesa.

Substantivo

Aprenda mais sobre o substantivo e suas classificações. Veja como funcionam suas variações de gênero, número e grau. Resolva os exercícios sobre o tema.