Osama bin Laden

Osama bin Laden foi um terrorista saudita internacionalmente conhecido como fundador e líder da Al-Qaeda. Foi um dos idealizadores dos atentados de 11 de setembro de 2001.

Jornais impressos com fotos de Osama bin Laden e a notícia de sua morte, escrita em inglês.
Jornais repercutindo a morte de Osama bin Laden, em 2011. Por 10 anos, ele foi uma das pessoas mais procuradas do planeta.[1]

Osama bin Laden foi um terrorista saudita conhecido como um dos fundadores da Al-Qaeda, organização terrorista, além de ter sido um de seus líderes. Organizou uma série de atentados contra os Estados Unidos, sendo que o mais famoso deles foram os de 11 de setembro de 2001, responsáveis pela morte de cerca de três mil pessoas.

Ingressou no fundamentalismo religioso durante a Guerra do Afeganistão, atuando pelos mujahidin, os rebeldes radicais que lutaram contra a invasão soviética. Era membro de uma família bilionária que atuava no ramo da construção. Foi morto em 2011, durante uma operação militar realizada por soldados norte-americanos no Paquistão.

Leia também: A volta do Talibã ao poder no Afeganistão em 2021 — o que isso representa?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Osama bin Laden

  • Osama bin Laden foi um terrorista saudita.

  • Ficou internacionalmente conhecido como um dos fundadores da Al-Qaeda.

  • Foi um dos idealizadores dos atentados de 11 de setembro.

  • Ingressou no fundamentalismo religioso durante a Guerra do Afeganistão de 1979.

  • Foi assassinado durante uma operação militar norte-americana no Paquistão, em 2011.

Primeiros anos da vida de Osama bin Laden

Osama bin Laden era originário de Riad, capital da Arábia Saudita, e nascido no dia 10 de março de 1957, em uma família bilionária, sendo filho de Muhammad bin Awad bin Laden (especula-se sobre ele ter sido pai de mais de 50 filhos). O pai de Bin Laden era iemenita, e migrou para a Arábia Saudita, enriquecendo como empreiteiro.

Sua mãe era Hamida al-Attas, a décima esposa de Muhammad. A família Bin Laden cresceu possuindo ótimos laços com a família real saudita. Bin Laden cresceu como muçulmano e seguia o credo sunita, majoritário na Arábia Saudita. Teve boa educação e foi matriculado em uma universidade em Jiddah para estudar Administração e Economia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Osama bin Laden e o fundamentalismo religioso

O contato de Bin Laden com o fundamentalismo islâmico aconteceu na juventude. Ele mantinha leitura de autores como Sayyid Qutb, considerado um dos grandes ideólogos da radicalização islâmica na segunda metade do século XX. Além disso, ele teve contato com Abdullah Azzam, professor e teólogo com posições radicais.

Osama bin Laden passou a defender uma posição radicalizada e distorcida da jihad, acreditando ser necessário lançar guerra contra os infiéis. Ele então abandonou a faculdade para ir ao Afeganistão participar da guerra que estava sendo travada contra os soviéticos.

A Guerra do Afeganistão, iniciada em 1979, foi um conflito no qual soviéticos invadiram o território afegão para defender o governo socialista que comandava o país. O governo afegão sofria forte oposição de conservadores muçulmanos, contrários a uma série de reformas em curso no país. Esses rebeldes ficaram conhecidos como mujahidin.

Ao Afeganistão foram enviados milhares de muçulmanos radicalizados, no intuito de expulsarem os soviéticos do país. No Afeganistão, Bin Laden usou sua fortuna e, junto de Abdullah Azzam, fundou a Maktab al Khidmat lil Mujahidin al-Arab (MAK), que atuou como recrutadora de jovens soldados para lutar com os mujahidin.

A MAK também fornecia treinamento militar e armamentos para os soldados que desejavam ingressar na luta contra os soviéticos. Pessoas como Bin Laden receberam apoio financeiro e militar do governo paquistanês e norte-americano na luta contra os soviéticos, tornando o conflito um tormento para a União Soviética.

Osama bin Laden, por sua vez, enriqueceu consideravelmente com sua atuação na Guerra do Afeganistão. À medida que os soviéticos foram se enfraquecendo no conflito, a preocupação de jihad passou a se estender para fora do território afegão. Bin Laden passou a considerar necessário levar a jihad para outras partes do planeta.

Veja também: Guerra Civil Síria — um conflito entre governo, rebeldes e fundamentalistas

Qual era a relação de Osama bin Laden com a Al-Qaeda?

No final da década de 1980, Osama bin Laden utilizou a estrutura da MAK para dar origem a uma nova organização: a Al-Qaeda. Esta é conhecida como uma das mais bem-sucedidas organizações terroristas da história, foi fundada por Bin Laden, Azzam e Ayman al-Zawahiri. A fundação dessa organização ia ao encontro de seus objetivos de expandir a jihad para além do Afeganistão.

A Al-Qaeda teve sua fundação realizada entre os anos de 1988 e 1989. Com o enfraquecimento da União Soviética, Bin Laden retornou à Arábia Saudita, dando continuidade aos negócios da família, mas mantendo-se vinculado à organização terrorista que havia fundado.

Em 1990, Bin Laden entrou em choque com a família real saudita. Isso teve relação com a Guerra do Golfo, conflito iniciado com a invasão do Kuwait pelo Iraque, liderado pelo ditador Saddam Hussein. O governo saudita temia que a Arábia Saudita fosse invadida por tropas iraquianas e, por considerar-se incapaz de garantir sua própria defesa, solicitou proteção do exército norte-americano.

Osama bin Laden manifestou sua insatisfação com isso publicamente afirmando que tropas infiéis não poderiam estar em solo sagrado, e, por isso, a presença norte-americana deveria ser rejeitada no país. As críticas de Bin Laden não foram bem-aceitas, e a monarquia saudita, apesar do bom relacionamento com a sua família, procurou silenciá-lo.

Como Bin Laden não aceitava essa situação, o governo saudita o expulsou do país, em 1991, e retirou sua cidadania, fazendo dele um homem apátrida, em 1994.

Videoaula sobre Osama bin Laden e a Al-Qaeda

Por que Osama bin Laden atacou os Estados Unidos?

A relação enfraquecida de Bin Laden com o governo de seu país fez com que ele se tornasse inimigo da Arábia Saudita e também dos Estados Unidos. Ele se estabeleceu no Sudão, levando a operação da Al-Qaeda para lá, mas teve de abandonar o local, em 1996, porque os governos saudita e norte-americano pressionaram o país africano para que não desse abrigo a Bin Laden.

Em 1996, Bin Laden retornou ao Afeganistão, levando a Al-Qaeda para lá e permanecendo sob o abrigo do Talibã. No Afeganistão, Bin Laden emitiu um pronunciamento contra os Estados Unidos, e, durante os anos seguintes, a Al-Qaeda organizou vários atentados terroristas contra os norte-americanos. O mais conhecido deles foi o de 11 de setembro de 2001.

Na manhã de uma terça-feira, quatro aviões comerciais foram sequestrados e lançados contra o World Trade Center e o Pentágono. A quantidade de mortos nesses atentados foi de quase três mil pessoas. A Al-Qaeda e Osama bin Laden reconheceram a autoria do atentado, e os Estados Unidos, em resposta, deram início à Guerra ao Terror.

Saiba mais: Guerra do Afeganistão de 2001 — consequência dos atentados de 11 de setembro

Como Osama bin Laden foi morto?

Com o 11 de setembro, Bin Laden tornou-se uma das pessoas mais procuradas do planeta. Os Estados Unidos invadiram o Afeganistão, em 2001, com o objetivo de encontrá-lo. O terrorista saudita, por sua vez, só foi encontrado 10 anos depois. Em maio de 2010, a inteligência norte-americana o encontrou em Abbottabad, nos arredores de Islamabad, capital do Paquistão.

Ele foi monitorado durante meses e, então, em 2 de maio de 2011, uma operação militar secreta foi realizada. Seu esconderijo foi invadido por militares norte-americanos, e ele foi assassinado na operação. O corpo de Bin Laden foi lançado no oceano, segundo informações do governo norte-americano.

Créditos da imagem

[1] Carolina K. Smith MD/ Shutterstock

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

A morte de Osama Bin Laden

Após uma década dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, Osama Bin Laden foi encontrado e morto por militares norte-americanos no Paquistão, em 2011. Veja mais informações aqui!

Al-Qaeda

Acesse para entender o que é a Al-Qaeda. Entenda como essa organização fundamentalista surgiu e o seu envolvimento com o 11 de setembro.

Atentados de 11 de setembro

Clique e saiba mais detalhes sobre os atentados de 11 de setembro. Entenda o contexto, quais foram as motivações e quais as consequências desse ataque terrorista.

Guerra Civil Síria

Clique no link e veja detalhes sobre a Guerra Civil Síria. Entenda como se iniciou esse conflito, e conheça as principais forças beligerantes.

Guerra do Afeganistão de 1979

Clique neste link do Alunos Online e tenha acesso a este texto que narra os eventos relacionados à Guerra do Afeganistão de 1979. Entenda quais razões levaram os soviéticos a invadir o Afeganistão em dezembro de 1979 e as consequências desse conflito, que durou uma década.

Guerra do Afeganistão de 2001

Clique no link e aprenda sobre a Guerra do Afeganistão de 2001. Veja o papel de Talibã e Al-Qaeda nesse conflito, suas causas e seu desfecho.

Talibã

Acesse o site e conheça mais sobre o Talibã. Veja a sua origem e suas principais características. Acompanhe também sua trajetória e de que forma atua no Afeganistão.

Terrorismo

Saiba o que é o terrorismo, como se originou essa palavra e que impacto esse fenômeno teve sobre o mundo contemporâneo.