Tocantins

Tocantins é um estado localizado na Região Norte do Brasil. Faz fronteira com seis outros estados brasileiros: Goiás (sul), Mato Grosso (oeste), Pará (norte e oeste), Maranhão (norte e leste), Piauí (leste) e Bahia (leste).

Leia também: Amapá – estado que se localiza no extremo Norte do Brasil

Dados gerais do Tocantins

  • Região: Norte.
  • Capital: Palmas.
  • Governo: democrático representativo, com eleições periódicas.
  • Gentílico: tocantinense.
  • Área territorial: 277.466,763 km² (IBGE, 2019).
  • População: 1.590.248 habitantes (estimativa IBGE, 2020).
  • Densidade demográfica: 4,98 hab./km² (IBGE, 2020).
  • Fuso: GMT -3, ou seja, atrasado três horas em relação ao Meridiano de Greenwich.
  • Clima: predomínio do clima tropical, com duas estações bem definidas, uma seca (inverno) e outra chuvosa (verão).

Geografia do Tocantins

O clima do estado é o tropical, com duas estações definidas: verão chuvoso (outubro a março) e inverno seco (maio a setembro), algo parecido com os estados vizinhos, como Goiás. No norte do estado, sob influência da Floresta Amazônica, o clima é mais úmido e os índices pluviométricos podem ultrapassar 2000 mm por ano. No restante do estado, esse índice pode chegar a 1500 mm por ano, concentrados no fim e no início do ano.

A geomorfologia do estado garante lindas paisagens, com serras, cachoeiras e desertos. Com altitudes médias, Tocantins abriga um dos mais lindos parques estaduais do país, o Parque Estadual do Jalapão, na cidade de Mateiros. Esse parque está localizado na parte oeste do estado, na divisa com Piauí e Maranhão.

Dunas no Jalapão, Tocantins.
Dunas no Jalapão, Tocantins.

A vegetação do estado é composta, basicamente, pelo Cerrado, que ocupa a primeira posição de biomas tocantinenses. Com uma vegetação arbustiva, as árvores do Cerrado são acostumadas a longos períodos de escassez de água, o que se encaixa no território que ocupa.

Na hidrografia, os rios Araguaia e Tocantins alimentam grande parte da população e formam uma das maiores hidrovias do Brasil, contribuindo para o turismo e transporte de pessoas e produtos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Breve história do Tocantins

O Tocantins é o estado mais novo do Brasil. Foi criado em 1988, pela Constituição Federal do mesmo ano. Nesse documento, a partir do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, o estado foi desmembrado do território de Goiás e instalado no dia 1º de janeiro do ano seguinte, em 1989.

Antes dessa data, o atual território tocantinense pertencia a Goiás, o que motivou vários movimentos separatistas ao longo da história.

Ainda no século XIX, por volta de 1820, com reflexos da Revolução do Porto, em Portugal, o capitão Felipe Antônio Cardoso e o padre Luiz Bartolomeu Marques lideraram um movimento que pretendia a derrubada do governador da província goiana, o capitão-general Manoel Sampaio, na capital Vila Boa.

Os rebeldes foram expulsos e migraram para o norte goiano, incitando ideias separatistas na população, que chegou a proclamar Cavalcante, no norte, como a capital de Goiás, que depois foi transferida para Arraias, o que gerou grande oposição aos moradores de Cavalcante.

No final do século XX, duas tentativas de criar outro estado movimentaram os bastidores da política brasileira. Uma de Visconde de Taunay, que propôs a criação da Província da Boa Vista do Tocantins, e outra apresentada por Fausto de Souza, que dividia o Império em 40 províncias, incluindo Tocantins.

Já no século XX, o debate de criar outro estado no norte de Goiás foi intensificado, principalmente após 1930, quando houve a promulgação da Constituição de 1937.

Cinquenta anos depois, em 1987, lideranças políticas do norte goiano, atual estado do Tocantins, mobilizaram-se juntamente com a população para efetivar um desejo popular bem antigo: a autonomia dessa região, que já estava batizada de Tocantins.

No ano seguinte, em 1988, o deputado Siqueira Campos escreveu e entregou o projeto à Assembleia Goiana, presidida na época pelo deputado Ulisses Guimarães. Tal projeto foi votado e aprovado, dando origem ao estado do Tocantins, que nasceu, de forma oficial, do artigo 13º do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.

Veja também: Constituição de 1988 – símbolo da redemocratização do Brasil

Mapa do Tocantins

Localização do estado do Tocantins.
Localização do estado do Tocantins.

Demografia de Tocantins

A população tocantinense está estimada em pouco mais de 1,5 milhão de pessoas (IBGE, 2020), distribuídas em 139 municípios. Desse contingente, 78% estão concentrados nas cidades (zonas urbanas), e 22%, nas áreas rurais. A cidade mais populosa é Palmas, com 306.296 habitantes (IBGE, 2020).

Divisão geográfica do Tocantins

De acordo com o governo estadual do Tocantins, o estado conta com 139 municípios, distribuídos por uma área territorial de, aproximadamente, 278 mil km².

Além dessa divisão municipal, o estado conta com uma divisão regional em três grandes grupos de municípios. Essa divisão é chamada de “regiões intermediárias”. São elas: Palmas, Gurupi e Araguaína.

Esses três grupos se subdividem em outra divisão geográfica, composta por onze sub-regiões imediatas. Tais divisões existem para facilitar a administração pública em relação às políticas públicas, como obras (escolas, hospitais), construção de rodovias, envio de verbas, entre outros.

Veja, em ordem alfabética, as onze sub-regiões imediatas tocantinenses.

  1. Araguatins
  2. Araguaína
  3. Colinas
  4. Dianópolis
  5. Guaraí
  6. Gurupi
  7. Miracema
  8. Palmas
  9. Paraíso
  10. Porto Nacional
  11. Tocantinópolis

Bandeira do Tocantins

Economia do Tocantins

A economia tocantinense atrai investidores de todos os cantos do Brasil. Isso porque o estado conta com grandes vazios demográficos, uma população em expansão e áreas com recursos naturais estratégicos para instalação de fábricas e indústrias.

Com isso, o forte do estado se concentra na agroindústria, sendo grande exportador de soja (maior produtor nortista desse grão) e carne bovina. Possui um rebanho bovino estimado em 8 milhões de cabeças, número considerável em relação aos outros estados de sua região. Outros produtos agrícolas, como arroz e abacaxi, também são destaques na economia do Tocantins.

Dentre as cidades mais desenvolvidas, podemos destacar Palmas, Porto Nacional, Gurupi, Araguaína e Paraíso do Tocantins, além de outras que estão nas margens da rodovia Belém-Brasília. Esta, além de facilitar o desenvolvimento das cidades adjacentes, funciona como grande escoador da produção agroindustrial do estado.

Em 2018, de acordo com o governo do estado, o Produto Interno do Bruto (PIB) atingiu 35,6 bilhões de reais, com um PIB per capita de 22,9 mil reais.

Acesse também: Como é a dinâmica dos setores da economia?

Governo do Tocantins

O governo do estado do Tocantins é similar ao de outros estados brasileiros, sendo regido pelos Três Poderes (Legislativo, Judiciário e Executivo) e contando eleições periódicas a cada quatro anos. A sede do governo estadual, o Palácio Araguaia, está localizada na capital, Palmas, na Praça dos Girassóis.

Palácio Araguaia, sede do governo estadual.
Palácio Araguaia, sede do governo estadual.

Em 2020, o cargo de governador do estado está ocupado por Mauro Carlesse, que ocupará até o fim de 2022.

Infraestrutura do Tocantins

Por ser o estado mais novo da federação, Tocantins investe em infraestrutura para atrair empresários e atividades que possam fomentar a economia regional. A localização geográfica do estado permite uma boa conexão com outros estados brasileiros, fazendo com que haja crescimento econômico e grande importância logística no Brasil.

O estado conta com importantes obras, como a Ferrovia Norte-Sul, Ecoporto Praia Norte e um grande aeroporto na capital, o Aeroporto de Palmas, que possui um terminal de cargas com bons níveis de organização para a distribuição dos produtos que entram e saem do estado.

Também se destaca a hidrovia Tocantins-Araguaia, que serve de ligação entre os estados fronteiriços a oeste e sul, como Pará e Goiás. Nas estradas, as rodovias federais BR-153 e BR-226 formam o eixo Belém-Brasília, cruzando o estado no sentido sul-norte e vice-versa.

No campo da indústria, onze distritos agroindustriais estão presentes no estado, distribuídos nas cidades tocantinenses mais populosas: Palmas, Paraíso do Tocantins, Gurupi, Araguaína, Colinas e Porto Nacional.

Cultura do Tocantins

A cultura tocantinense é marcada por manifestações populares bem antigas, mesmo o estado sendo tão jovem. É uma cultura que possui traços africanos, indígenas e europeus, mostrando a grande composição étnica e miscigenada que o estado possui.

No município de Monte do Carmo, há uma manifestação artística chamada Congo, de origem africana e com influência ibérica, bastante conhecida em Portugal no século XIX. A congada possui traços religiosos, sendo comum durante as festas de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Em Natividade, há a festa para a Nossa Senhora da Natividade, que ocorre entre o fim de agosto e início de setembro. Novenas e leilões beneficentes acontecem na cidade, que atrai religiosos de todo o estado.

Ainda no mês de agosto, na cidade de Taguatinga (fronteira com a Bahia), acontecem as Cavalhadas, uma representação teatral que simboliza a luta do exército de Carlos Magno (trajes azuis) contra os mouros (trajes vermelhos). Essa manifestação artística também é comum em Pirenópolis, no estado de Goiás.

No turismo, algumas cidades podem ser destaques, como Porto Nacional, Gurupi, Palmas, Natividade, Arraias e Mateiros. Essa última é um prato cheio para quem aprecia belezas naturais, como cachoeiras e rios cristalinos, encontrados no Parque Estadual do Jalapão.

Por: Átila Matias

Artigos de Tocantins

Aspectos Físicos do Tocantins

Estado que abriga a maior bacia hidrográfica exclusivamente brasileira.

População do Tocantins

Com cerca de 1,3 milhão de habitantes, a população do Tocantins é a quarta maior da Região Norte.