Camada de ozônio

A camada de ozônio é uma região localizada entre 20 e 35 quilômetros de altitude. Nela estão concentrados mais de 90% do gás ozônio (O3), responsável por filtrar os raios ultravioletas do tipo B (UV-B), o mais prejudicial à saúde humana.

Essa camada vem sofrendo duras perdas nos últimos anos com o aumento da emissão de poluentes na atmosfera — um conjunto de gases que ajudam a proteger o planeta das radiações solares, além de outras funções.

Leia também: Descoberta de novos gases que destroem a camada de ozônio

Desenho representando o funcionamento da camada de ozônio, que impede a entrada de toda a radiação solar UV-B.
Desenho representando o funcionamento da camada de ozônio, que impede a entrada de toda a radiação solar UV-B.

Constituição da camada de ozônio

A atmosfera é uma densa camada de gases que protege a Terra de radiações solares e outros eventos que ocorrem no espaço sideral. Funciona como um espécie de cobertor para o planeta, aquecendo-o e possibilitando o desenvolvimento da vida. Essa camada é dividida em subcamadas, como troposfera e ionosfera, variando de acordo com a altitude.

Em uma dessas subcamadas, na estratosfera (entre 15 e 60 quilômetros de altitude), está localizada a camada de ozônio, em 20 a 35 quilômetros de altitude. O ozônio é um gás presente em quase todas as camadas da atmosfera, mas 90% de sua concentração estão na camada de ozônio, sendo os outros 10% preenchidos com outros gases, como oxigênio e nitrogênio.

Símbolo do ozônio, um gás necessário à vida, e de uma planta envolvendo o globo terrestre.
Símbolo do ozônio, um gás necessário à vida, e de uma planta envolvendo o globo terrestre.

O ozônio é formado por meio da interação dos raios ultravioletas com as moléculas de oxigênio (O2). Quando há essa interação, átomos de oxigênio (O) são liberados e unem-se a moléculas de oxigênio (O2), adquirindo uma nova composição química, o ozônio (O3).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são as funções da camada de ozônio?

Todas as camadas da atmosfera têm alguma função específica em suas composições químicas. Dentro da estratosfera, o ozônio é o único gás capaz de filtrar a radiação UV-B, a mais prejudicial aos humanos, sendo essa sua principal função. Outros raios ultravioletas também são absorvidos pela camada de ozônio, como o ultravioleta C ou UV-C, bastante nocivo à biosfera, mas completamente filtrado por essa camada.

Veja mais: Efeito estufa e aquecimento global – consequências da destruição da camada de ozônio

Por que a camada de ozônio é importante?

Se não houvesse esse filtro proporcionado pela camada de ozônio, a temperatura na Terra aumentaria de forma considerável, o que tornaria impossível o desenvolvimento da vida no planeta. Ademais, o índice de raios ultravioletas seria mais intenso, provocando vários efeitos adversos nos seres vivos.

Nos humanos, o aumento da temperatura e maior exposição aos raios UV-B poderia causar:

  • danos à visão
  • câncer de pele
  • rápido envelhecimento
  • baixo desempenho do sistema imunológico, entre outros
16 de setembro é considerado o Dia Mundial do Ozônio, uma homenagem a essa importante camada que protege o planeta.
16 de setembro é considerado o Dia Mundial do Ozônio, uma homenagem a essa importante camada que protege o planeta.

Na natureza haveria o derretimento das calotas polares nos polos do planeta, prejudicando os ecossistemas aquáticos e o desenvolvimento dos fitoplânctons, a base da cadeia alimentar dos oceanos. Com isso, um sério desequilíbrio ambiental poderia acontecer.

O que é e como é formado o buraco na camada de ozônio?

Nas primeiras décadas do século XX, inovações das indústrias químicas foram executadas a fim de tornar mais prática a vida humana, como os gases para ajudar na refrigeração dos alimentos. Um desses gases, o clorofluorcarbono (CFC), foi considerado bem versátil e de fácil armazenamento, com baixa periculosidade.

Entretanto, na década de 1970, quando começaram as primeiras Conferências Ambientais, pesquisadores constataram, com a ajuda de imagens de satélites, uma leve mancha na camada de ozônio sobre a Antártida, no Polo Sul. Essa mancha, inicialmente pequena, era um buraco que se formava por meio da alta emissão de gases poluentes, entre eles o CFC.

A conclusão dos estudos mostrou que esse buraco referia-se à perda de concentração de ozônio na estratosfera, chamada de rarefação do ozônio, o que diminui a filtragem dos raios ultravioletas que prejudicam a saúde. Tal perda é associada ao excesso de vários gases poluentes, em especial o CFC, mas não apenas ele é o responsável pela existência de um buraco cada vez maior na camada de ozônio.

O que destrói e prejudica a camada de ozônio?

As descobertas iniciadas na década de 1970 despertaram a comunidade ambiental para a preocupação com as emissões de gases que são danosos à atmosfera. Com isso surgem as primeiras discussões e estudos acerca dos danos (quase) irreversíveis ao planeta relacionados às emissões de poluentes.

O ozônio é um elemento químico que é destruído, naturalmente, pela radiação ultravioleta. No entanto, a cada molécula de ozônio destruída, outros átomos e moléculas de oxigênio são liberados e formam outras moléculas de ozônio, algo que ocorre de maneira natural e equilibrada, sem prejudicar a vida na Terra.

A emissão de gases pelas indústrias faz com que o buraco na camada de ozônio aumente-se, aumentando a intensidade dos raios UV-B no planeta e, consequentemente, a temperatura.
A emissão de gases pelas indústrias faz com que o buraco na camada de ozônio aumente-se, aumentando a intensidade dos raios UV-B no planeta e, consequentemente, a temperatura.

Entretanto, os gases emitidos pelas ações humanas, como o CFC, o hidroclorofluorcabono, o brometo de metila, entre outros, promovem a destruição acelerada da camada de ozônio, alterando todo o equilíbrio natural. Estima-se que, a cada molécula de CFC na atmosfera, 100 mil de ozônio são destruídas, um número extremamente alarmante.

Em 1987 foi assinado o Protocolo de Montreal, um acordo ambiental firmado por mais de 40 países que entrou em vigor em 1989. Entre seus vários objetivos, o principal era a erradicação de emissões das chamadas Substâncias Destruidoras da Camada de Ozônio, entre elas estão os gases já mencionados. Esses gases podem ser encontrados em geladeiras, freezers, desodorantes de aerossol, e produtos similares.

Acesse também: Como ocorre a destruição da camada de ozônio?

Consequências da destruição da camada de ozônio no meio ambiente

Nos últimos anos, o buraco na camada de ozônio tem aumentado de forma significativa, sendo isso melhor percebido nos polos do planeta devido à baixa temperatura, ideal para as transformações químicas dos elementos que reagem com o ozônio. Esse aumento gera um grave desequilíbrio na natureza, haja vista a modificação em uma das camadas que protege a Terra. Com isso, pequenos (mas significativos) aumentos de temperatura podem ocorrer ao longo dos próximos anos.

Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC – sigla em inglês) da Organização das Nações Unidas (ONU), caso as emissões de poluentes continuem no mesmo ritmo da atualidade, estima-se que a temperatura do planeta possa subir de 1,5 ºC a 4 ºC até o fim deste século.

Pode parecer pouco, mas já é o suficiente para derreter calotas polares, o que aumentará as águas de rios e oceanos, podendo alagar diversas áreas do planeta e desequilibrar o ecossistema e a fauna aquáticos.

Nos seres humanos, a intensificação dos raios UV-B agravará os casos de câncer de pele, deixando-os, também, cada vez mais frequentes na população.

Outros problemas ambientais terão suas consequências ampliadas, como furacões e tempestades tropicais, além de secas mais severas, propiciando um ambiente ideal para o surgimento de queimadas descomunais.

Resumo sobre a camada de ozônio

  • A camada de ozônio fica localizada entre 20 e 35 quilômetros de altitude, na estratosfera.
  • Possui a função de filtrar os raios ultravioletas B (UV-B).
  • Previne os seres humanos de várias doenças, como o câncer de pele e outras relacionadas à visão.
  • Está sendo destruída pelas emissões de gases por parte das atividades nas indústrias químicas, acarretando nela um buraco.
  • Evita a alta temperatura na Terra, que pode tornar o planeta inabitável.  
  • É extremamente importante para a sobrevivência no planeta.
Por: Átila Matias

Artigos relacionados

A Lua

A lua, O que é a Lua, A lua e a curiosidade humana, A distância da Lua em relação à Terra, O diâmetro da Lua, A massa da Lua, As características da Lua, Os movimentos realizados pela Lua, As fases da Lua.

A biosfera

A biosfera, A biosfera é a esfera da vida, A biosfera oferece condições para o desenvolvimento da vida, O que é biosfera, A constituição da biosfera, Os elementos que compõe a biosfera.

Atmosfera

Veja as características básicas da atmosfera: composição, temperaturas, formação e as principais camadas.

Ação antrópica

Clique para entender o que é ação antrópica e os seus reflexos no meio ambiente. Com este texto, você compreenderá melhor os impactos provocados pelas alterações feitas pelo homem no meio ambiente, sejam eles positivos, sejam negativos. Saberá também quais são as ações que favorecem a conservação do meio ambiente.

Camada de ozônio destruída: proteja-se do sol

como a camada protetora da Terra está sendo destruída, ficamos expostos aos raios solares nocivos.

Camadas da Atmosfera

Saiba mais sobre as camadas da atmosfera, que são as divisões da atmosfera terrestre determinadas com base no critério de variação de temperatura. O conteúdo do texto a seguir abordará quais são as camadas que compõem a atmosfera, suas principais características e algumas curiosidades sobre cada uma delas.

Como ocorre a destruição da camada de ozônio?

Conheça o processo e as reações químicas envolvidas na destruição da camada de ozônio.

Consequências da destruição da camada de ozônio

A destruição da camada de ozônio é um problema alarmante. Entenda o porquê, lendo as consequências que isso causa para a vida humana.

Descoberta de novos gases que destroem a camada de ozônio

Fique sabendo tudo sobre a descoberta recente de mais quatro novos gases que destroem a camada de ozônio.

Fator de Proteção Solar (FPS)

Qual é o Fator de Proteção Solar do seu protetor solar? Clique aqui e entenda o que é o FPS e quais são os tipos de radiações solares.

Poluição Atmosférica

Clique aqui e confira as consequências causadas pela poluição atmosférica!

Problemas Ambientais Globais

Confira esta análise introdutória sobre os principais problemas ambientais globais.

Transformações Climáticas

Transformações Climáticas, fatores que alteram o clma, o oceano antártico e suas alterações, fatores preocupantes que alteram o clima.