Força de atrito cinético

A força de atrito entre os pneus do carro e a pista faz com que o carro acelere
A força de atrito entre os pneus do carro e a pista faz com que o carro acelere

Quando estudamos a Primeira Lei de Newton, ou Lei da Inércia, tivemos a oportunidade de mencionar a existência de forças de atrito, ou seja, forças de contato entre duas superfícies que tendem a mover-se relativamente. Na figura acima temos um bom exemplo de atuação da força de atrito, pois é graças a ela que os carros conseguem se mover sobre a pista. É graças a ela também que não escorregamos da cadeira onde estamos sentados lendo este artigo. De acordo com tais exemplos, podemos dizer que a força de atrito tem muita importância em nossa vida diária.

Imagine dar um empurrão em uma caixa grande que está apoiada no solo. A caixa abandona as suas mãos com certa velocidade inicial. Sendo assim, o movimento descrito pela caixa é retardado, isto é, o módulo de sua velocidade vai diminuindo até zerar. Como não estamos levando em consideração a resistência do ar, a força que surge a fim de frear a caixa é denominada força de atrito e é exercida pelo solo sobre a caixa.

Diante do exposto, percebemos que a força de atrito nada mais é do que uma força de contato, pois vemos que a superfície de um corpo desliza sobre a superfície do outro, havendo, portanto, um movimento relativo entre ambas as superfícies. Dessa forma, podemos dizer que ambos os corpos exercem entre si forças tangentes às superfícies em contato que se opõem ao deslizamento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

De acordo com a figura abaixo, podemos perceber a existência da força de atrito, sendo esta apontada sempre no sentido oposto ao do movimento. Na figura, a força de atrito está representada por . Ainda com relação à figura abaixo, podemos ver que o bloco está se movendo da esquerda para a direita. Portanto, dizemos que quando a força de atrito age sobre um corpo em movimento, ou seja, quando permite o movimento do corpo, ela é chamada de força de atrito cinético.

Objeto movendo-se sobre a superfície. A força de atrito dinâmico (cinético) vale μ.N

Como dito anteriormente, o bloco está se movendo. Portanto, para determinar o valor da força de atrito basta fazer o produto do coeficiente de atrito entre as superfícies pela força normal estabelecida entre o corpo e a superfície de contato. Matematicamente: 

Fatrito=μ.N

Onde:

μ ⇒ é o coeficiente de atrito cinético

Como a força de atrito sempre se opõe ao movimento relativo do corpo, podemos dizer que a força de atrito dinâmico sempre tende a cessar o movimento relativo do corpo sobre a superfície.

Não podemos nos esquecer de que o coeficiente de atrito dinâmico é sempre menor do que o coeficiente de atrito estático.

Por não possuírem unidades de medida, dizemos que tanto o coeficiente de atrito cinético quanto o estático são grandezas físicas adimensionais.

Por: Domiciano Correa Marques da Silva

Artigos relacionados

Coeficiente de atrito

Clique aqui e conheça o coeficiente de atrito, grandeza fundamental para a compreensão das forças de atrito!

Como funcionam os freios ABS?

Clique aqui para descobrir como funcionam os freios ABS, tipos de freio obrigatórios em todos os carros fabricados no Brasil a partir de 2014.

Força de atrito

Clique aqui e conheça a força de atrito, que ocorre pelo contato entre objetos e que possui a tendência de se opor ao movimento.

Velocidade terminal

Clique aqui para entender o que é velocidade terminal. Conheça mais uma incrível face da Física!