Pronombres demostrativos

 Os pronombres demostrativos (pronomes demonstrativos em espanhol) são usados para identificar ou assinalar pessoas e objetos de acordo com a distância que ocupam em relação ao falante ou ouvinte. Esses pronomes também podem ser usados como articuladores textuais, retomando ou antecipando termos no discurso, sejam eles espaciais, sejam temporais. Devido a essa característica, são chamados de dêiticos.

É muito importante destacar que, na grafia, esses pronomes são muito semelhantes à língua portuguesa, mas há elementos distintivos para os quais temos de atentar. Um exemplo é a contração desses pronomes com uma preposição, como abordaremos no final deste artigo. Échale ganas e vamos aprender mais sobre os demostrativos.

Leia também: Adverbios – uso dos advérbios em espanhol

Quais são os pronomes demonstrativos em espanhol?

Pronombres demostrativos

 

Masculinos

Femeninos

Singular

 este – ese – aquel

estos – esos – aquellos

Plural

esta – esa – aquella

estas – esas – aquellas

Neutros

esto – eso – aquello

¡OJO! As gramáticas anteriores a 2010 contam com regras de acentuação para os pronombres demostrativos. Trata-se de regras que já foram abolidas pela Real Academia Española. Então, não se preocupe: os pronombres demostrativos não são acentuados.

Como usar os pronombres demostrativos?

  • Este/os, esta/a e esto

Referem-se a pessoas ou objetos próximos ao falante. No discurso, esses pronomes representam o mecanismo de catáfora, ou seja, a antecipação do que virá.

- ¿Cuál de los vestidos es nuevo?

- Este negro.

(- Qual dos vestidos é novo?

- Este preto.) (O vestido está próximo do falante.)

  • Mi único deseo es este: que seas muy feliz.
    (Meu único desejo é este: que você seja muito feliz.)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Ese/os, esa/s e eso

Referem-se a pessoas ou objetos próximos do ouvinte e distantes do falante. Como recurso coesivo, são pronomes que desempenham o mecanismo linguístico de anáfora, retomando algum termo já citado no discurso.

- ¿Cuál de los vestidos es nuevo?

- Ese negro.

(- Qual dos vestidos é novo?

- Esse preto.) (O vestido está próximo do ouvinte.)

  • Aquel/los, aquella/s e aquello

Esses pronomes fazem referência a pessoas e/ou objetos distantes tanto do falante quanto do ouvinte.

  • Aquella camisa es muy bonita.
    (Aquela camisa é muito bonita.)

  • En 1994, viajé a República Dominicana. Aquel fue un año muy especial.
    (Em 1994, viajei à República Dominicana. Aquele foi um ano muito especial.)

Leia também: Los pronombres en español – quais são e como usar?

Formas neutras

As formas neutras esto, eso e aquello são traduzidas por isto, isso e aquilo, respectivamente, obedecendo às regras apresentadas neste artigo, inclusive as que se referem à dêixis textual nos mecanismos de catáfora e anáfora.

No entiendo nada de gramática, esto es algo muy complejo para mí.
(Não entendo nada de gramática, isto é algo muito complexo para mim.)

O uso dos pronomes demonstrativos em espanhol é similar ao português.
O uso dos pronomes demonstrativos em espanhol é similar ao português.

Contração de pronome demonstrativo com preposição

Em português, é possível que um pronome demonstrativo e uma preposição se contraiam, formando uma só palavra. Alguns exemplos são neste (em + este) e naquele (em + aquele). Em espanhol, ISSO NÃO É POSSÍVEL. Há apenas duas contrações, que são al e del (ao e do), ambas de artigo e preposição. Nos demais casos, pronome e preposição são grafados separadamente, conforme o quadro que segue:

Português

Espanhol

neste, nesta, nestes, nestas

en este, en esta, en estos, en estas

nesse, nessa, nesses, nessas

en ese, en esa, en esos, en esas

naquele, naquela, naqueles, naquelas

en aquel, en aquella, en aquellos, en aquellas

nisto, nisso, naquilo

en esto, en eso, en aquello

deste, desta, destes, destas

de este, de este, de estos, de estas

desse, dessa, desses, dessas

de ese, de esa, de esos, de essas

daquele, daquela, daqueles, daquelas,

de aquel, de aquella, de aquellos, de aquellas

disto, disso, daquilo

de esto, de eso, de aquello

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (Enem 2011.2)

En la Edad Media el rey Felipe IV de Francia, con el apoyo del papa Clemente V, ordenó las redadas para detener a todos los Templarios del país el viernes 13 de octubre de 1307, hecho al que se atribuye la leyenda de los malos augurios asociados a este día de la semana cuando cae en 13.

El asalto a los Templarios alcanzó una gran notoriedad a causa de las escabrosas acusaciones que se

les imputaron, la tortura a los que los sometieron los inquisidores.

Otros historiadores sugieren que el origen de la superstición es cristiano y se remonta a la Última Cena, que tuvo trece comensales (Jesús y sus doce discípulos), y tras la cual se produjo lugar la crucifixión de Jesús, precisamente en viernes.

(Disponível em: http://www.muyinteresante.es. Acesso em: 23 jun. 2011 – adaptado)

Vários fatos ocorridos ao longo da história da humanidade foram reunidos sob um aspecto comum que vem a ser o tema do texto, a saber:

A) a superstição na sexta-feira 13.
B) a perseguição aos Templários.
C) a última ceia de Jesus.
D) a crucificação de Jesus.
E) as torturas dos inquisidores.

Resolução

No primeiro parágrafo, menciona-se a sexta-feira 13 (viernes 13) e os infortúnios associados a esse dia (este día de la semana). O pronome demonstrativo este faz referência direta a viernes, ou seja, à sexta-feira 13 de outubro de 1307. Portanto, a única alternativa de resposta correta é a letra A.

Questão 2 – (Enem 2010.1)

Bilingüismo en la Educación Media
Continuidad, no continuísmo

Aun sin escuela e incluso a pesar de la escuela, paraguayos y paraguayas se están comunicando en guaraní. La comunidad paraguaya ha encontrado en la lengua guaraní una funcionalidad real que asegura su reproducción y continuidad. Esto, sin embargo, no basta. La inclusión de la lengua guaraní en el proceso de educación escolar fue sin duda un avance de la Reforma Educativa.

Gracias precisamente a los programas escolares, aun en contextos urbanos, el bilingüismo ha sido potenciado. Los guaraní-hablantes se han acercado con mayor fuerza la adquisición del castellano, y algunos castellanohablantes perdieron el miedo al guaraní y superaron los prejuicios en contra de él. Dejar fuera de la Educación Media al guaraní sería echar por la borda tanto trabajo realizado, tanta esperanza acumulada.

Cualquier intento de marginación del guaraní em la educación paraguaya merece la más viva y decidida protesta, pero esta postura ética no puede encubrir el continuismo de una forma de enseñanza del guaraní que ya ha causado demasiados estragos contra la lengua, contra la cultura y aun contra la lealtad que las paraguayas y paraguayos sienten por su querida lengua. El guaraní, lengua de comunicación sí y mil veces sí; lengua de imposición, no.

(MELIÀ, B. Disponível em: http://www.staff.unimainz.de. Acesso em: 27 abr. 2010 – adaptado)

No último parágrafo do fragmento sobre o bilinguismo no Paraguai, o autor afirma que a língua guarani, nas escolas, deve ser tratada como língua de comunicação, e não de imposição. Qual dos argumentos abaixo foi usado pelo autor para defender essa ideia?

A) O guarani continua sendo usado pelos paraguaios, mesmo sem a escola e apesar dela.
B) O ensino médio no Paraguai, sem o guarani, desmereceria todo o trabalho realizado e as esperanças acumuladas.
C) A língua guarani encontrou uma funcionalidade real que assegura sua reprodução e continuidade, mas só isso não basta.
D) A introdução do guarani nas escolas potencializou a difusão da língua, mas é necessário que haja uma postura ética em seu ensino.
E) O bilinguismo na maneira de ensinar guarani tem causado estragos contra a língua, a cultura e a lealdade dos paraguaios ao guarani.

Resolução

O comando da questão menciona o último parágrafo, o qual consiste na conclusão do texto. Sendo assim, o argumento mencionado se encontra em um dos parágrafos anteriores. No primeiro parágrafo, explica-se que foi importante a inserção do guarani nas escolas, mas “esto, sin embargo, no basta”. É necessária, também, uma postura ética ante seu ensino. Dessa forma, a alternativa correta é a D. 

Por: Renata Martins Gornattes

Artigos relacionados

Acentuación

Aprenda como ocorre a acentuação gráfica em espanhol. Veja quais são as regras específicas de cada caso. Resolva os exercícios propostos sobre o tema.

Adverbios em Espanhol

Os advérbios na língua espanhola modificam outras palavras, como isso acontece? Vamos descobrir e conhecer a sua extensa classificação.

Los artículos en Español: determinado, indeterminado y neutro

Entenda de uma vez por todas o uso dos artigos em Espanhol (Los artículos en español: determinado, indeterminado y neutro). Os artigos da língua espanhola podem ser classificados em determinados, indeterminados e neutros (estes não existem em Português).

Pronombres interrogativos y exclamativos

Não sabe como funcionam os “pronombres interrogativos y exclamativos” em espanhol? Venha aprender e praticar com exercícios contextualizados!

Pronomes

Aprenda mais sobre a classe dos pronomes. Entenda qual é a sua função e como se classificam de acordo com o contexto.