Instituto Butantan

O Instituto Butantan surgiu em 1901 e é considerado o principal produtor de imunobiológicos do nosso país. Ele é responsável, por exemplo, por fornecer uma grande quantidade de vacinas que fazem parte do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde. Várias pesquisas são realizadas no Butantan, e vários cursos são oferecidos, sendo possível, por exemplo, ingressar em programas de mestrado e doutorado nessa importante instituição.

Leia também: Organização Mundial da Saúde (OMS) – atua para garantir o bem-estar da humanidade

Missão e visão do Instituto Butantan

  • Missão

    Pesquisar, desenvolver, fabricar e fornecer produtos e serviços para a saúde da população.

  • Visão

    Estabelecer competências visando a tornar-se o principal fabricante global de produtos biológicos e terapias avançadas.

História do Instituto Butantan

O Instituto Butantan foi fundado em 1901, e tudo começou com um surto de peste bubônica em 1899. A peste bubônica é uma doença causada por uma bactéria, a qual é transmitida por meio da picada de uma pulga. Diante do surto, a administração pública estadual resolveu criar um laboratório para a produção do soro antipestoso. O laboratório, vinculado ao atual Instituto Adolpho Lutz, foi instalado na zona oeste da cidade de São Paulo, na Fazenda Butantan.

O Instituto Butantan foi fundado em 1901. [1]
O Instituto Butantan foi fundado em 1901. [1]

Em 1901, o instituto foi reconhecido como uma instituição autônoma, sendo chamado de Instituto Serumtherápico — nascia então o Instituto Butantan, o qual recebeu esse nome apenas em 1925. O primeiro diretor foi Vital Brazil Mineiro da Campanha, um médico que tinha seus estudos voltados para os problemas de saúde pública da época.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Função do Instituto Butantan

O Instituto Butantan surgiu em um contexto de surto de peste bubônica, sendo criado com a finalidade de produzir um soro para controlar o problema que se propagava do porto de Santos, em São Paulo. Apesar de, até os dias atuais, o Butantan ser conhecido, principalmente, pela produção de soros e vacinas, essa não é sua única atribuição.

No Butantan, uma série de pesquisas relacionadas, direta ou indiretamente, com a saúde pública são desenvolvidas. A instituição também oferece vários cursos em diferentes níveis de formação, tais como especialização, mestrado e doutorado. Cursos de extensão voltados à formação de profissionais, bem como cursos de aperfeiçoamento de curta duração voltados à comunidade, são oferecidos pelo instituto. É possível, ainda, realizar estágios em nível de iniciação científica na instituição.

Instituto Butantan realiza, também, diversas atividades educacionais e culturais e mantém coleções científicas zoológicas. Exposições permanentes e temporárias podem ser visitadas no espaço, garantindo, dessa forma, maior difusão do conhecimento e aproximando a população do conhecimento científico.

Vacinas e soros do Instituto Butantan

O Instituto Butantan é bastante conhecido pela produção de imunobiológicos (vacinas e soros). As vacinas são importantes para garantir a prevenção de doenças, contribuindo, desse modo, para promover a saúde da população, evitar epidemias e até mesmo promover a erradicação de determinadas doenças.

Os soros, por sua vez, não atuam protegendo a população, sendo utilizados apenas para fins curativos. Os soros produzidos no Butantan são usados contra toxinas de animais peçonhentos e micro-organismos. Vale destacar que todos os produtos feitos pelo Butantan são destinados ao Ministério da Saúde, não sendo possível comprá-los no instituto.

A produção da coronavac fez com que o Instituto Butantan ganhasse destaque nos noticiários do Brasil e do mundo. [2]
A produção da coronavac fez com que o Instituto Butantan ganhasse destaque nos noticiários do Brasil e do mundo. [2]

Vacinas produzidas pelo Butantan

São vacinas desenvolvidas pelo Butantan:

Vacina influenza sazonal trivalente (fragmentada e inativada)

• Vacina adsorvida hepatite A (inativada)

• Vacina adsorvida hepatite B (recombinante)

Vacina papilomavírus humano tipo 6, 11,16 e 18 (recombinante)

• Vacina raiva (inativada)

• Vacina DTP, DT e dT

• Vacina DTPa

É importante destacar que, além das vacinas citadas, o Instituto Butantan se associou à farmacêutica chinesa Sinovac Biotech para a produção de uma vacina para prevenir a covid-19, uma doença que causou milhares de mortes no Brasil e milhões no mundo. A vacina, conhecida como coronavac, foi a primeira utilizada no Brasil contra a doença, e a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, foi a primeira vacinada.

Leia mais: Coronavírus – responsável por provocar infecções respiratórias, como a covid-19

Soros produzidos pelo Butantan

Os soros fabricados no Butantan são:

  • Soro antibotrópico (pentavalente)

  • Soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético

  • Soro anticrotálico

  • Soro antibotrópico (pentavalente) e anticrotálico

  • Soro antielapídico

  • Soro antiescorpiônico

  • Soro antiaracnídico (Loxosceles, Phoneutria e Tityus)

  • Soro antilonômico

  • Soro antidiftérico

  • Soro antitetânico

  • Soro antibotulínico AB

  • Soro antirrábico

Atrações do Butantan

O Butantan apresenta uma série de atrações que aproximam a população do conhecimento científico.
O Butantan apresenta uma série de atrações que aproximam a população do conhecimento científico.

Apesar de as fábricas do Butantan não serem abertas para visitações, é possível visitar outras partes do instituto e aprender mais sobre ciência, tecnologia e história. O Butantan conta com quatro museus, além de macacário, serpentário, reptilário e até mesmo um parque, no qual é possível contemplar a natureza em meio a uma região urbanizada.

Os museus do Butantan são: Museu Biológico, Museu Histórico, Museu de Microbiologia e o Museu de Saúde Pública Emílio Ribas. O Museu Biológico foi o primeiro do instituto, e nele é possível ver várias espécies em exposição, como aranhas e escorpiões.

No Museu Histórico, o visitante pode conhecer um pouco da história do desenvolvimento científico brasileiro e do próprio Butantan. No Museu de Microbiologia, é possível aprender mais sobre imunologia e microbiologia. Por fim, o Museu Emílio Ribas é especializado na história da saúde pública. Atualmente este museu é reconhecido como patrimônio cultural de São Paulo.

No macacário é possível observar macacos em exposição que fazem parte de uma colônia mantida pelo Butantan desde 1929. No serpentário é possível conhecer várias serpentes da nossa fauna. No reptilário, por sua vez, pode-se observar diferentes espécies de répteis. Todos os animais mantidos no Butantan estão abrigados em recintos com características adequadas para cada espécie e com um ambiente que se assemelha ao de seu habitat.

Créditos editoriais

[1] Horus2017 / Shutterstock.com

[2] Rafael Serathiuk / Shutterstock.com

[3] Luiz Barrionuevo / Shutterstock.com

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Hepatite A

Saiba mais sobre a hepatite A, seus sintomas, formas de transmissão, prevenção e tratamento.

Hepatite B

Conheça aspectos interessantes da hepatite B, uma doença viral sexualmente transmissível.

Imunização

Saiba quais são os tipos de imunização, e a aplicabilidade de cada um.

Peste Negra

Conheça a história da Peste Negra e saiba alguns detalhes dessa terrível pandemia que assolou a Europa no período da Baixa Idade Média.

Revolta da Vacina

Leia sobre a Revolta da Vacina. Conheça o contexto histórico e as causas desse levante popular. Veja qual é a relação entre essa revolta e Oswaldo Cruz.

Soro e vacina

Aprenda a diferença entre soro e vacina e entenda em que situações cada um desses agentes imunizadores deve ser aplicado.

Vacina contra a gripe

Você sabe tudo sobre a vacina contra a gripe? Clique aqui, descubra o que é essa vacina, quem pode vacinar-se e as reações adversas que ela pode causar.

Vacinas

Saiba mais sobre como as vacinas são produzidas clicando aqui.

Vacinação contra HPV

Informe-se a respeito da vacinação contra HPV que começará no dia 10 de março de 2014 em todo o país.