Fibras alimentares e sua importância para o organismo

As fibras alimentares são resíduos de células vegetais que não são digeridas pelo nosso organismo, mas são essenciais para o seu funcionamento.

As fibras alimentares são fundamentais para o funcionamento do intestino
As fibras alimentares são fundamentais para o funcionamento do intestino

Uma alimentação saudável deve possuir todos os nutrientes necessários para o funcionamento adequado do nosso corpo. Apesar de não serem digeridas pelo organismo, as fibras são extremamente importantes e devem fazer parte da dieta de pessoas de todos as idades, uma vez que estão relacionadas com a regulação da atividade intestinal.

O que são as fibras alimentares?

As fibras alimentares são resíduos de células vegetais que não podem ser digeridos pelo nosso sistema digestório, pois são resistentes à ação das enzimas digestórias. As fibras, em sua maioria, pertencem ao grupo dos polissacarídeos, sendo a única exceção a lignina, que pode ser classificada como um composto fenólico.

Fibras solúveis e insolúveis

As fibras alimentares podem ser classificadas em dois grupos: as solúveis e as insolúveis. De uma maneira simplificada, podemos dizer que as fibras solúveis dissolvem-se em água e formam géis, e as insolúveis não possuem essa capacidade. Além disso, as fibras solúveis são facilmente fermentadas por bactérias no intestino, e as insolúveis têm uma fermentação incompleta.

As fibras insolúveis agem principalmente no intestino, estimulando seu funcionamento e diminuindo as chances de constipação intestinal. Essas fibras provocam o aumento do bolo fecal e garantem maior fluidez às fezes. Como principais fontes de fibras insolúveis, podemos citar os cereais integrais e o farelo de trigo. As fibras insolúveis incluem celulose, algumas hemiceluloses e lignina.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As fibras solúveis, por sua vez, garantem, entre outras ações, o retardo na absorção da glicose, diminuem os níveis de colesterol no sangue, além de proteger contra o câncer de intestino. Essas fibras também causam saciedade, o que pode ser uma grande arma na luta contra o aumento de peso. Como exemplos de fontes de fibras solúveis, podemos citar verduras, frutas e legumes. As fibras solúveis incluem gomas, mucilagem, pectina e algumas hemiceluloses.

Benefícios de uma alimentação rica em fibras

As fibras são essenciais para o funcionamento adequado do intestino, prevenindo doenças nesse órgão, como o câncer, e garantindo a integridade da mucosa intestinal. Essas fibras também se relacionam com a diminuição do risco de doenças cardiovasculares e diabetes, uma vez que controlam a glicemia e a pressão arterial, auxiliam na redução do peso, diminuem as concentrações de colesterol e proporcionam melhora no sistema imunológico.

ATENÇÃO: A quantidade de fibras que uma pessoa deve ingerir varia de acordo com seus hábitos alimentares, idade e sexo. Entretanto, costuma-se recomendar que, a cada 1000 kcal, 14 g de fibras sejam ingeridas por uma pessoa. É importante salientar que uma grande ingestão de fibras deve ser acompanhada de uma grande ingestão de água.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Arroz com feijão, uma perfeita combinação

Você sabia que o arroz com feijão é uma combinação nutricionalmente perfeita? Clique aqui e descubra o motivo.

Como acabar com a prisão de ventre?

Aprenda como acabar com a prisão de ventre, um problema que pode desencadear danos graves à saúde.

Células vegetais

Aprenda mais sobre as células vegetais aqui! Neste texto conheceremos as características desse tipo celular e o que o diferencia da célula animal.

Fermentação

Fermentação, Substâncias orgânicas, Liberação de energia, Oxigênio, Síntese anaeróbia, Fungo, Bactérias, Protozoários, Álcool etílico, Ácido lático, Lactobacilos, Sacchomyces cerevisiae, Levedura, Contração muscular, Piruvato, Fadiga muscular.

Prisão de Ventre

Saiba como resolver o problema de intestino preso.

Sistema digestório

Clique aqui e fique sabendo como funciona o sistema digestório e suas características.