O que são as micro-ondas?

As micro-ondas são um tipo de radiação eletromagnética. No espectro abaixo, podemos visualizar vários tipos de radiações eletromagnéticas, entre elas as micro-ondas, que ficam entre a região de infravermelho e ondas de rádio:

Localização da região de micro-ondas no espectro eletromagnético

O que diferencia cada uma dessas radiações é o comprimento de onda (λ), isto é, a distância entre dois picos consecutivos da onda eletromagnética. Quanto maior o comprimento de onda, menor será a sua frequência (número de oscilações da onda por segundo), tendo também menor energia.

As micro-ondas possuem comprimento de onda entre 3 . 105 nm até 3 . 108 nm e sua frequência na faixa de 103 a 104 MHz. Não é uma radiação ionizante e também não causa mudanças na estrutura molecular. Porém, ela é capaz de causar migração de íons e rotação de dipolos. Isso significa que ocorre uma interação da onda eletromagnética com o dipolo elétrico da molécula. É isso que explica o aquecimento de alimentos em fornos micro-ondas, pois essas radiações interagem com as moléculas de água presentes no alimento, que são moléculas polares (apresentam dipolo elétrico), bem como com outras moléculas que têm dipolos permanentes ou induzidos. A agitação dessas moléculas é aumentada, absorvendo energia. Porém, quando a radiação cessa, a energia absorvida é emitida na forma de calor, que aquece o alimento.

Uso de forno micro-ondas para aquecer alimentos

Entretanto, o uso inicial das radiações micro-ondas não era esse. As micro-ondas, também chamadas de magnétrons, começaram a ser mais estudadas e produzidas na Segunda Guerra Mundial, por cientistas britânicos, com a finalidade de detectar aeronaves inimigas. O sinal era emitido e o objeto a ser detectado refletia essas ondas; esse eco, por sua vez, era detectado pelo RADAR (do inglês “Radio Detection And Ranging”) e, desse modo, descobriam não só a localização do objeto, mas também sua forma, velocidade e para qual direção estava se movimentando.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ainda hoje as micro-ondas são usadas para finalidades similares, como em comunicação telefônica entre cidades distantes, em estações retransmissoras de televisão, em radares e em sistemas de radiogoniometria – um sistema de orientação direcional por meio de um aparelho que recebe sinais radiotelegráficos, usado principalmente para auxiliar a navegação de navios e aeronaves.

Os satélites de transmissão usam de radiações do tipo micro-ondas

A ideia de se aquecer alimentos com as micro-ondas ocorreu em 1945 quando o engenheiro americano Percy L. Spencer (1894-1970) levou o equipamento para sua casa e percebeu que uma barra de um doce em seu bolso começou a derreter quando ele ficava de frente ao tubo de magnétron. Ele realizou várias experiências, como colocar grãos de milho espalhados e um ovo cru, que explodiu.

Spencer patenteou esse invento e, em 1947, o primeiro forno micro-ondas foi lançado, só se tornando popular em escala mundial nas décadas de 70 e 80. A frequência das micro-ondas nesses fornos é de 2,45 GHz.

As micro-ondas aquecem os alimentos graças às interações dessas ondas eletromagnéticas com os dipolos elétricos das moléculas do alimento

As micro-ondas aquecem os alimentos graças às interações dessas ondas eletromagnéticas com os dipolos elétricos das moléculas do alimento

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Ondulatória para o Enem

Clique aqui e veja como a Ondulatória, ramo da Física que estuda as ondas, pode ser cobrada no Enem!

Como as ondas do mar são formadas?

Entenda como as ondas do mar, mesmo formadas em diversas direções, chegam de forma paralela à areia da praia.

Bluetooth e infravermelho

Clique aqui e conheça a diferença entre as transmissões de dados feitas pelas tecnologias de infravermelho e Bluetooth.

Cinco coisas que você precisa saber sobre ondas

Existem cinco coisas sobre ondas que você precisa saber! Clique aqui e conheça essas importantes características dos fenômenos ondulatórios.

Tipos de Radiações

Ondas eletromagnéticas que se propagam com velocidade e energia elevada.

Radiação Ultravioleta

A radiação ultravioleta pode oferecer riscos à saúde humana. Clique e entenda!