Hidrocarbonetos não metânicos

Os hidrocarbonetos não metânicos são os gases, com exceção do metano, que interferem na atmosfera e que vêm principalmente das vegetações, como isopreno e monoterpenos.

Os hidrocarbonetos não metânicos (HCNM) ou hidrocarbonetos não metano são compostos muito reativos que interferem no ciclo global do carbono, na concentração desse elemento na atmosfera e na capacidade de oxidação dela.

Os principais hidrocarbonetos não metânicos são o isopreno e os monoterpenos. O isopreno é um alcadieno e sua fórmula é mostrada a seguir:

Fórmula do isopreno
Fórmula do isopreno

Cada fórmula dessa é chamada de “unidade isoprênica” e pode unir-se e formar os monoterpenos. O isopreno e os monoterpenos estão presentes principalmente nos vegetais, formando, por exemplo, os óleos essenciais que são extraídos de folhas, flores, sementes, frutos, raízes, madeiras, entre outros. Alguns exemplos são o mentol (óleo essencial da menta com propriedades analgésicas e anti-irritantes (evita coceiras)), o limoneno (encontrado nas cascas de limões e laranjas), o betacaroteno (responsável pela cor da cenoura), o eucaliptol (pode ser encontrado no eucalipto, alecrim, louro, manjericão, sálvia e outros), o linanol (encontrado no pau-rosa e no manjericão), entre outros.

Eucaliptol ou 1,8-cineol
Eucaliptol ou 1,8-cineol

Esses compostos são produzidos principalmente por meio do metabolismo secundário das folhas. O metabolismo é o conjunto de reações que ocorrem no interior das células, sendo basicamente o metabolismo primário que desempenha funções essenciais aos vegetais, enquanto o metabolismo secundário produz substâncias que não estão em todas as plantas e nem são essenciais para elas.

Além de produzi-los, eles são também emitidos para a atmosfera em grandes quantidades. As emissões naturais do isopreno correspondem a 500 megatolenadas de carbono ao ano (39% da emissão total de hidrocarbonetos não metânicos) e as dos monoterpenos são de 125 megatolenadas de carbono ao ano (10% da emissão total de hidrocarbonetos não metânicos).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A emissão total de HCNM para a atmosfera é bem significativa, sendo cerca de 1270 megatolenadas de carbono ao ano. Vale ressaltar que 92% dessas emissões são naturais, vindas, conforme já dito, das plantas, como de florestas de pinheiros, de eucaliptos e de árvores que produzem frutos cítricos, mas também são provenientes dos oceanos e de atividades microbianas.

A emissão dos 8% restantes de HCNM é proveniente de atividades humanas, como da produção de energia, dos automóveis e das indústrias, pois esses gases são produzidos na combustão incompleta dos combustíveis, como a gasolina, o gás natural e o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo).

Inclusive existe a norma Euro 5 que serve para limitar a emissão de poluentes pelos veículos rodoviários. Ela estabelece que veículos movidos a gasolina, a gás natural e a GLP podem emitir no máximo 68 mg/km de hidrocarbonetos não metano.

Esse conjunto de gases passou a receber a denominação de “hidrocarbonetos não metânicos” porque eles são gerados em processos de combustão assim como o metano. No entanto, havia a necessidade de diferenciá-los desse composto, pois ele é um dos principais gases do efeito estufa, ficando atrás em termos de concentração somente do gás carbônico e do vapor de água, e também porque as reações do metano na atmosfera são realizadas com uma velocidade muito grande, principalmente na presença do radical OH·.

Além do mais, assim como no caso do metano, a elevada concentração dos HCNMs na atmofera também traz efeitos prejudiciais.

Outro aspecto importante sobre os hidrocarbonetos não metânicos é que eles são precursores na formação de oxidantes fotoquímicos, como o ozônio troposférico (O3).

O eucalipto é uma das vegetações que mais emitem hidrocarbonetos não metânicos para a atmosfera

O eucalipto é uma das vegetações que mais emitem hidrocarbonetos não metânicos para a atmosfera

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Os Hidrocarbonetos e suas subdivisões

Hidrocarbonetos são compostos formados exclusivamente por carbono e hidrogênio (C e H). Seguem a fórmula geral CxHy e em sua nomenclatura utiliza-se o sufixo o.

A Presença de Dienos em Nossas Vidas: Os Terpenos

Os terpenos são obtidos ao se unir duas ou mais unidades da molécula do isopreno.

Alcadienos ou Dienos

Alcadienos ou dienos são hidrocarbonetos alifáticos insaturados por duas duplas ligações.

Extração de óleos essenciais das plantas

Conheça os principais métodos de extração de óleos essenciais das plantas que são usados para fabricar perfumes.

Composição do ar

Conheça a composição do ar, veja o papel de cada gás, de onde eles são provenientes e como as atividades humanas têm interferido nessa composição.

Poluição da atmosfera

Clique aqui e conheça algumas causas da poluição da atmosfera!

Reações de combustão e impacto ambiental

Veja como as reações de combustão estão relacionadas com o grave problema de emissão de gases poluentes no ar, ocasionando um grande impacto ambiental.

Troposfera e estratosfera pedem socorro

Camadas da Terra que são as maiores vítimas da poluição atmosférica.

Ciclo do Carbono

O ciclo do carbono é imprescindível para a vida na Terra. Entenda como ele se processa e seus efeitos sobre a vida animal e vegetal.