A evolução da Tabela Periódica

A evolução da tabela periódica conta com o trabalho de vários cientistas.

Todos os elementos químicos estão dispostos em uma tabela denominada de Tabela Periódica, mas você já se perguntou por quem ou como ela foi organizada?

É evidente que o trabalho de distribuição dos elementos na tabela merece elogios, a posição de cada elemento é criteriosamente baseada em seu número atômico, número de massa e propriedades comuns que fazem parte da composição de todas as substâncias dispostas na tabela.

A Tabela Periódica atual é formada por 118 elementos distribuídos em 7 linhas horizontais, cada uma sendo chamada de período. Os elementos pertencentes ao mesmo período possuem o mesmo número de camadas de elétrons.

Os metais, semimetais, ametais, gases nobres e hidrogênio são separados por cor, essa divisão foi baseada nas características comuns dos elementos que recebem essas classificações. As famílias e grupos também se subdividem se baseando nesse critério. E para facilitar a procura de um determinado elemento dentro da tabela, existe uma forma prática: eles se organizam em ordem crescente de número atômico e massa.

O trabalho para fazer com que a Tabela Periódica ganhasse uma “cara boa” teve seus responsáveis, foram vários anos de pesquisa e dedicação por parte dos cientistas, estes além do reconhecimento ganharam prêmios e levaram seus nomes para a história da evolução da Tabela Periódica.

Um importante passo foi dado no ano de 1869, pelo professor da Universidade de São Petersburgo (Rússia), Dimitri Ivanovich Mendeleev (1834-1907). Esse cientista escreveu um livro sobre os elementos conhecidos até aquela época. Na época foi constatado cerca de 63 elementos, e Mendeleev os organizou em função da massa atômica de seus átomos, estabelecendo assim as famílias e grupos.

O trabalho de Mendeleev foi tão importante, que se tornou a base da classificação periódica atual. Mas a evolução da Tabela Periódica tem vários outros responsáveis, sendo que foi criada a partir de poucos elementos, a partir daí foi sendo cada vez mais aperfeiçoada e complementada com outros elementos que foram pouco a pouco sendo descobertos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
A Tabela Periódica sofreu várias alterações para chegar ao modelo atual

A Tabela Periódica sofreu várias alterações para chegar ao modelo atual

Por: Líria Alves

Artigos relacionados

Distribuição Eletrônica

Aprenda a realizar a distribuição eletrônica em níveis e subníveis segundo o diagrama de Pauling sem erros.

Elementos da Tabela Periódica

Conheça os elementos da Tabela Periódica e o que os diferenciam.

Eletroafinidade ou Afinidade Eletrônica

Saiba o que é a propriedade periódica da eletroafinidade ou afinidade eletrônica e qual o seu comportamento ao longo das famílias e períodos da Tabela Periódica.

Energia de Ionização

Descubra o que é o potencial ou energia de ionização e como ela se comporta como uma propriedade periódica em relação às famílias e aos períodos da Tabela Periódica.

Novos elementos da Tabela Periódica

Veja quais são e quando foram descobertos os quatro novos elementos químicos da Tabela Periódica.

Origem da Tabela Periódica

Conheça a origem e a história do desenvolvimento da organização dos elementos até chegar à Tabela Periódica que usamos atualmente.

Propriedades periódicas

Clique aqui e conheça quais são as propriedades periódicas da tabela!

Raio atômico

Entenda como se encontra o raio atômico, isto é, a metade da distância entre os núcleos de dois átomos vizinhos e como ele varia no período ou na família na Tabela Periódica.

Tabela Periódica e Diagrama de Energia dos Elementos

Veja como descobrir a família e o período de cada elemento químico na Tabela Periódica por meio de sua distribuição eletrônica.