Orações Coordenadas e Orações Subordinadas

Eis que você se depara com uma seção a qual lhe possibilitará um amplo conhecimento acerca de duas importantes ocorrências linguísticas: orações coordenadas e orações subordinadas.

No entanto, parece que ainda não nos sentimos satisfeitos em somente apresentar o assunto, assim de forma superficial. Pretendemos a deixá-lo (a) curioso (a) acerca dos assuntos que aqui serão retratados, mas não sem antes explanar sobre o conceito que norteia ambos os fatos – ainda que de forma superficial, sabe por quê? Porque o resto virá depois, depois que você clicar e se sentir bem à vontade para ampliar ainda mais sua competência linguística.

Para início de conversa, devemos nos conscientizar de que estamos falando sobre orações e, por sinal, mais de uma, consequentemente estamos nos referindo a um período composto, não é verdade? Já que você concordou, que tal analisarmos dois exemplos?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os alunos chegaram e apresentaram o trabalho.

Em termos de estrutura sintática, constatamos que ambas as orações, as quais são separadas somente pela conjunção “e”, possuem todos os elementos para se tornarem precisas, dotadas de sentido, ou seja: os alunos chegaram/os alunos apresentaram o trabalho.

Afirmamos se tratar, portanto, de orações coordenadas.

Assim que chegaram, os alunos apresentaram o trabalho.

Temos agora duas orações, tal como ocorre no primeiro enunciado, porém com um diferencial: a segunda oração – assim que chegaram– estabelece uma relação de dependência sintática com a oração principal - os alunos apresentaram o trabalho.

Razão essa que nos condiciona a nomeá-las de orações subordinadas.

Mas, ei, você aí! Não fique preso (a) somente a tais elucidações, por que não clicar e conferir um pouco mais?

As orações coordenadas se diferenciam das subordinadas pela relação de dependência ou não que há entre elas

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Artigos de Orações Coordenadas e Orações Subordinadas

Frase - Oração - Período - Alguns componentes do processo comunicativo

Saiba sobre a diferença e conheça as características dos mesmos.

O período composto por subordinação e o uso da vírgula

Constate acerca das características que norteiam tal ocorrência.

O uso da vírgula nas orações coordenadas

O uso da vírgula também se encontra demarcado nas orações coordenadas. Aqui você se certifica de todos os pressupostos, ampliando ainda mais o conhecimento, por isso confira!

Orações Coordenadas

Aprenda a reconhecê-las através do próprio conectivo.

Orações Intercaladas

As orações intercaladas são independentes, em se tratando da estrutura sintática. Conheça-as aqui!

Orações subordinadas adjetivas: aspectos semânticos

Aspectos semânticos demarcam as orações subordinadas adjetivas, os quais farão você entender por que restritivas e por que explicativas!

Orações subordinadas reduzidas: analisando-as

Não deixe de ampliar ainda sua competência no que se refere aos aspectos da língua, clicando e analisando as orações subordinadas reduzidas.

Orações subordinadas: Desenvolvidas e Reduzidas

As orações subordinadas, sejam elas substantivas, adjetivas ou adverbiais se apresentam sob a forma desenvolvida e reduzida. Constate acerca dessa ocorrência clicando aqui!

Período composto por subordinação

Atenha-se às características inerentes a este fato linguístico!

Subordinada adverbial causal ou coordenada sindética explicativa?

Quando atribuir a classificação correta: subordinada adverbial causal e coordenada sindética explicativa? Clicando, poderá conferir um pouco mais de perto!

Subordinadas substantivas subjetivas ou subordinadas substantivas objetivas diretas?

Alguma dúvida acerca das subordinadas substantivas subjetivas e das subordinadas substantivas objetivas diretas? Não as tenha mais, sabe como? Em um clique, apenas!