Aspectos naturais da Europa

Os aspectos naturais da Europa caracterizam-se pela relativa diversidade de suas paisagens, embora o continente apresente uma pequena área territorial.

O continente europeu é um dos menores continentes da Terra, sendo maior somente do que a Oceania. Sua área é de 10,5 milhões de km², maior que o Brasil apenas em dois milhões de km². Além disso, o continente, no que se refere à sua localização, é quase uma península ou extensão da Ásia, o maior dos continentes terrestres depois da Antártida. Os aspectos naturais da Europa, no entanto, apresentam uma grande diversidade tanto em suas formas de relevo quanto em sua biosfera e clima.

O relevo da Europa é caracterizado pela grande predominância de áreas planas, com baixas altitudes, em vastas planícies. Mas isso não significa que não haja nesse continente um conjunto de regiões com elevadas altitudes. Os Alpes, situados ao norte da Península Itálica, formam as principais cadeias montanhosas da Europa, onde, inclusive, localiza-se o Monte Branco, com 4.810 metros de altitude. O ponto mais alto, no entanto, é o Monte Elbrus, um vulcão extinto situado na Cordilheira do Cáucaso, na Rússia.

Monte Elbrus, o ponto mais alto da Europa, com 5.642 metros acima do nível do mar
Monte Elbrus, o ponto mais alto da Europa, com 5.642 metros acima do nível do mar

Por situar-se em uma das faixas temperadas da Terra, o clima da Europa é caracterizado pela predominância de médias e baixas temperaturas, com relativo grau de umidade e muita influência da altitude e da continentalidade. Em geral, áreas mais altas e/ou com maiores latitudes costumam apresentar as mais gélidas condições climáticas da região. Os tipos climáticos existentes são o de montanha, o temperado continental, o temperado oceânico, o mediterrâneo e o subpolar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na maioria das áreas da Europa, as quatro estações são bem definidas, com verões muito quentes e invernos rigorosos. Aliás, é por causa disso que se convencionou dividir o ano em quatro estações, refletindo a visão eurocêntrica das ciências, haja vista que tal divisão não é completamente aplicável a todas as partes do mundo.

Embora o continente não apresente uma grande extensão territorial, há uma grande variedade de tipos de vegetação, com destaque para a Floresta Temperada, que foi quase que totalmente desmatada; a Taiga (coníferas), ao sul da Escandinávia; as Estepes, situadas na zona de clima temperado, com o predomínio de gramíneas; a Floresta Mediterrânea, na porção sul do continente; e a Tundra, nas zonas polares.

Paisagem da Taiga, na Rússia
Paisagem da Taiga, na Rússia

O relevo da Europa foi um dos fatores que influenciaram o desenvolvimento das sociedades antigas em diversas regiões do continente. A grande quantidade de penínsulas e de saídas para mares e oceanos possibilitou muitos contatos com povos de outros continentes, mesmo em tempos muito antigos. Além disso, os divisores de águas e as montanhas, além das áreas subpolares inóspitas, contribuíram para o isolamento ou o pouco contato entre alguns povos pré-modernos.

Mapa do relevo europeu

Mapa do relevo europeu

Por: Rodolfo F. Alves Pena

Artigos relacionados

Envelhecimento da população da Europa

Compreenda as causas, as características e as ações públicas em torno do envelhecimento da população da Europa.

Eurotúnel

O Eurotúnel é um dos maiores projetos de infraestrutura da Europa. Clique e confira!

Tipos de Relevo

Os tipos de relevo, suas formas e classificações.