Platão

Platão criou a Teoria das Ideias e foi discípulo de Sócrates, tendo escrito os diálogos socráticos, que influenciam o mundo até hoje.

Discípulo de Sócrates, Platão foi um dos mais importantes filósofos da Grécia Antiga. O pensador grego deu continuidade à obra de seu mestre, tendo acrescentado suas próprias ideias, o que resultou na Teoria Idealista, ou o Idealismo Platônico.

Podendo ser considerado o primeiro filósofo idealista, Platão criou uma teoria baseada em uma divisão binária do conhecimento: conhecimento inteligível e conhecimento sensível. O conhecimento sensível é aquele que obtemos por meio dos sentidos do corpo, é o conhecimento prático do mundo. O conhecimento inteligível é o que obtemos apenas por meio do nosso intelecto, que pode acessar à instância superior, chamada por Platão de Mundo das Ideias, permitindo-nos entender as Formas ou Ideias puras de todas as coisas que existem no mundo. Os objetos do mundo seriam, para Platão, apenas cópias imperfeitas das Ideias, já essas seriam perfeitas.

Biografia

O verdadeiro nome de Platão era Arístocles. Seu apelido foi criado por consequência de seu porte físico, pois a variante grega Platon significa ombros largos, omoplatas largas, característica marcante do pensador grego.

O filósofo, filho de uma família aristocrática, nasceu em Atenas no ano de 428 a.C. e morreu em 348 a.C. Sua família pertencia a uma elite ateniense e tinha certa influência política pela descendência do legislador Sólon, por parte de mãe de Platão. Como era comum na época, o filósofo foi dedicado aos esportes em sua juventude, tendo participado de competições locais pré-olímpicas e lutou em diferentes campanhas militares da Guerra do Peloponeso, entre os anos de 409 e 404 a.C.

Já em idade madura, Platão conheceu Sócrates, pensador que o iniciou nos estudos de filosofia.  Mentor intelectual, amigo e professor de Platão, Sócrates apareceu como personagem principal na maioria dos diálogos platônicos.  

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
 

Academia de Platão

No ano de 388 a.C., onze anos após a morte de Sócrates, Platão adquiriu um terreno dentro de um parque público de Atenas, Academia. O parque era dedicado ao herói clássico Akademus e reunia jovens de todos os cantos de Atenas, sendo um lugar de lazer, prática de exercícios (ginasium) e discussões políticas.

A Academia foi um marco para a filosofia ocidental, pois pôde ser considerada uma das primeiras instituições de ensino de filosofia como saber teórico, afastando-se, por exemplo, da escola pitagórica, que se assemelhava mais a uma espécie de seita. 

Principais ideias

→ Dialética

Platão foi o primeiro filósofo a desenvolver, com clareza, uma teoria dialética. Com inspiração em Parmênides, o pensador desenvolveu uma teoria argumentativa baseada na extração de uma conclusão (síntese), a partir de dois argumentos anteriores (tese e antítese).

→ Idealismo

Sendo totalmente inédito, o Idealismo marcou a filosofia platônica por distinguir o conhecimento sensível do conhecimento inteligível, partindo do pressuposto de que existiam duas estâncias diferentes, passíveis de serem conhecidas: o Mundo das Ideias e o mundo material, que seria o nosso mundo comum.

Segundo o pensador, apenas o Mundo das Ideias forneceria um conhecimento verdadeiro, seguro e infinito sobre tudo o que existe.

Política

Platão foi crítico da democracia ateniense por julgar que, somente os mais aptos, deveriam participar do governo da pólis. O pensador desenvolveu uma teoria baseada nas aptidões das pessoas que, estando conjugadas com o seu caráter (personalidade), permitiria a elas desenvolver certas tarefas com precisão e habilidade.

Segundo Platão, as pessoas aptas a governarem eram as de caráter racional, pois essas saberiam agir com justiça e moderação nas horas necessárias. Portanto, os governantes ideais, segundo o pensador, eram os filósofos, formando o que ele chamou de “reis filósofos”.

Leia também: Filosofia: o que faz um filósofo?

A República

O diálogo A República, escrito por Platão, é composto por 10 livros, nos quais Sócrates, personagem principal, busca entender o que é a justiça para estabelecer a forma de governo justo. Esse conceito de justiça deveria ser utilizado pelo governo perfeito, que levaria a um contentamento geral dos cidadãos.

Podendo ser considerada a primeira utopia política do ocidente, A República contém, no seu sétimo livro, a Alegoria da Caverna, uma história alegórica que pretende fazer um paralelo comparativo entre o conhecimento sensível – inferior – e o conhecimento inteligível – superior.        

Obras

Além de A República, Platão deixou mais 35 diálogos para a posteridade. Na maioria deles, Sócrates figura como personagem principal. Cada diálogo trata sobre o seu tema central, mas não de maneira sistemática, o que pode levar uma mesma obra a falar sobre outros assuntos, além daquele que ela se propõe a esgotar.

Abaixo, estão listados os principais textos platônicos e suas características gerais:

1. Apologia de Sócrates: narra os últimos momentos da vida de Sócrates, em que ele foi acusado e submetido a um tribunal para decidir sobre sua culpa e sua sentença.

2. Láques, ou da coragem: pretende apresentar uma concepção de coragem diferente daquela que o cidadão grego estava habituado. A coragem passa a ser compreendida como uma ação justa, racional e moderada que não prejudica a pólis.

3. Hípias menor: as noções de verdade e conhecimento, tão importantes para Platão, são apresentadas.

4. Hípias maior: Platão expõe as suas críticas a respeito da arte e da contemplação do belo, que, para o filósofo, não seria subjetivo, mas objetivo.

5. Górgias: livro sobre a retórica, utilizando como personagens centrais Sócrates e o sofista Górgias.

6. O Banquete: nesse livro, Platão fala sobre a sua concepção de amor por intermédio da figura de Sócrates.

Leia também: A felicidade pensada por Aristóteles

Relação entre Platão, Sócrates e Aristóteles

Sócrates foi mestre de Platão e influenciou muito a sua produção filosófica. Platão, por sua vez, foi mestre de Aristóteles, que, apesar de ter formulado uma teoria completamente própria, discordando em grande parte dos filósofos anteriores, também foi fortemente influenciado por eles. Sem os ensinamentos socráticos, nem Platão nem Aristóteles teriam desenvolvido as filosofias que desenvolveram.

Frases

“As cidades somente alcançarão a felicidade se os filósofos se tornarem reis ou se os reis se tornarem filósofos.”

“A direção na qual a educação se inicia a um homem irá determinar sua vida futura.”

“Muitos odeiam a tirania apenas para que possam estabelecer a sua.”

“A democracia, que é uma forma encantadora de governo, é cheia de variedade e desordem, e dispensa igualmente uma espécie de igualdade para os iguais e para os desiguais.”

“As pessoas têm sempre algum campeão quem puseram sobre eles a quem nutrem de grandeza... Isto, e nenhuma outra coisa é a raiz da qual um tirano surge.”

Resumo

  • Jovem ateniense de família influente.
  • Interessou-se, como outros jovens de sua classe e de sua época, por esportes e política.
  • Discípulo de Sócrates.
  • Escreveu os diálogos socráticos, as principais fontes de conhecimento sobre os pensamentos de seu professor.
  • Fundou a Academia, instituição de ensino de Filosofia e Política para os jovens atenienses.
  • Escreveu A República, primeira grande utopia política ocidental;
  • Considerado um idealista, fundou uma teoria em que o conhecimento mais verdadeiro seria o conhecimento das Ideias puras, eternas e imutáveis.

*Creditos da imagem: legacy1995 e Shutterstock

Recorte do afresco renascentista “Escola de Atenas”, do pintor italiano Rafael Sânzio.*

Recorte do afresco renascentista “Escola de Atenas”, do pintor italiano Rafael Sânzio.*

Por: Francisco Porfírio

Artigos relacionados

Dicas de filosofia para o Enem

Você está se preparando para o Enem e quer umas dicas para otimizar seus estudos de filosofia para a prova? Então clique aqui e aproveite nossa lista com nove dicas!

Temas de filosofia que mais caem no Enem

Clique aqui para acessar um texto sobre os temas mais recorrentes entre as questões de filosofia do Enem dos últimos anos e prepare-se para a prova!