Diferenças entre Enem Digital e Impresso

A versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi anunciada em 2020. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela aplicação do Enem, quer tornar a prova totalmente digital até 2026.

Enquanto o Enem não se torna totalmente digital, as duas versões de provas serão aplicadas juntas. Mas você sabe qual a diferença do Enem Digital para o Enem Impresso?

Para que você possa ficar por dentro de como são realizadas as duas provas e quais são as suas diferenças, preparamos este conteúdo para esclarecer todas as dúvidas.

DIFERENÇAS

Forma de aplicação

A principal diferença dos exames é a forma de aplicação. As provas do Enem Digital são aplicadas em computadores, enquanto a versão impressa tem a tradicional aplicação das provas físicas, com a resolução em papel e caneta preta.

Datas das provas

As provas são aplicadas em datas diferentes. No Enem 2020, as provas impressas serão aplicadas primeiro (17 e 24 de janeiro de 2021) e as digitais depois (31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021). Por isso, as questões também serão diferentes. O nível das provas é igual por causa da Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Inscrição

As inscrições são feitas no mesmo período e local, ou seja, em maio na Página do Participante. No entanto, o número de vagas para as inscrições da prova digital é limitado e, quando atingido, elas ficam indisponíveis. Para a primeira edição foram oferecidas 101.100 inscrições na prova digital.

Só podem participar da prova digital os estudantes que já concluíram ou vão concluir o ensino médio no ano de aplicação. Neste caso, não há inscrição para treineiros. As provas digitais, por enquanto, também não oferecem recursos para os participantes que necessitam de recursos de acessibilidade (atendimento especializado no Enem).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja também: Como fazer a inscrição no Enem

Questões

Por serem realizadas em computadores, as questões do Enem Digital poderão contar com vídeos, imagens em cores, infográficos e até games. Esses recursos não são oferecidos em provas impressas.

Locais de aplicação

As provas do Enem Digital podem ser feitas em todos os estados e no Distrito Federal, mas em um número menor de cidades. No Enem 2020, a aplicação está prevista para 110 cidades. O Inep deve aumentar esta quantidade gradativamente até 2026.

SEMELHANÇAS

Formato da prova

As duas provas possuem o mesmo formato, ou seja, a distribuição das áreas de conhecimento e o número de questões são os mesmos. São 180 questões e uma redação, com aplicação dividida em dois domingos.

No primeiro domingo, os participantes têm 5h30 para responder 45 questões objetivas de Ciências Humanas, 45 de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e elaborar uma redação. A prova do segundo domingo tem duração de 5h e é composta por 45 questões de Matemática e suas Tecnologias e 45 de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Redação

Apesar da aplicação da prova digital ser feita no computador, a redação ainda será manuscrita, no mesmo formato da prova impressa. Mas os temas não serão os mesmos, já que as provas são realizadas em dias diferentes.

Mais: Conheça a redação do Enem

Taxa de Inscrição

O valor da taxa de inscrição é o mesmo, de R$ 85, para as duas provas.

- Saiba mais sobre o Enem Digital

- Saiba mais sobre o Enem Impresso
 

Por: Giullya Franco

Artigos relacionados

Enem Digital

Saiba tudo sobre o Enem Digital e veja como é feita a aplicação das provas, inscrição e quem pode participar. Entenda também a diferença do exame digital e impresso.

Diferença entre Vestibular e Enem

Vestibular e Enem, qual a diferença? Provas tem suas similaridades, mas podem ter propósitos distintos. Entenda.

Como fazer uma redação nota 1000 no Enem

Descubra dicas para alcançar uma boa nota na redação do Enem, o que envolve bom desempenho nas cinco competências exigidas pelo exame.