Parasitismo

O parasitismo é uma relação ecológica interespecífica onde um organismo é prejudicado nessa associação.

O carrapato é um exemplo de ectoparasita
O carrapato é um exemplo de ectoparasita

O parasitismo é uma relação ecológica que ocorre entre indivíduos de espécies diferentes (relação interespecífica), em que um dos envolvidos é prejudicado (relação desarmônica). Nesse tipo de interação, uma espécie se associa a outra e passa a retirar o seu alimento desse indivíduo. A espécie que se alimenta da outra é chamada de parasita e o organismo que fornece alimento é chamado de hospedeiro.

Normalmente a espécie hospedeira é maior em tamanho que o parasita e não é morta por ele. Isso ocorre porque ao levar o hospedeiro à morte, o parasita estaria causando a sua própria morte. Algumas vezes, no entanto, a quantidade de parasitas em determinado organismo é tão grande que o hospedeiro não sobrevive. Podemos dizer, portanto, que os parasitas, assim como os predadores, podem influenciar no tamanho de uma população.

É importante salientar que cada parasita é bastante específico em relação ao hospedeiro que vai parasitar. Sendo assim, uma maneira de interromper o ciclo de algumas doenças parasitárias é destruindo o hospedeiro intermediário. A esquistossomose, por exemplo, pode ser controlada destruindo-se o caramujo hospedeiro.

Um parasita pode viver tanto dentro de um organismo como fora dele. Quando fica localizado na superfície externa do corpo, dizemos que se trata de um ectoparasita. Já quando o parasita está no interior do organismo dizemos que se trata de um endoparasita.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Um ectoparasita bastante conhecido é o piolho do couro cabeludo, que se caracteriza por se alimentar do sangue humano e provocar bastante coceira. Esse parasita é comum em crianças em idade escolar e pode ser tratado com o uso de medicamentos específicos. Além dos piolhos, os carrapatos também são exemplos de ectoparasitas.

Como exemplo de endoparasitas podemos citar as lombrigas, que causam uma doença chamada de ascaridíase. Esses seres vivem no intestino delgado, principalmente no jejuno e íleo do hospedeiro e se alimentam das substâncias parcialmente digeridas encontradas nesse local. Além das lombrigas, podemos citar como exemplo de endoparasitas as tênias, bactérias e vírus.

Algumas plantas recebem ainda a classificação de hemiparasitas. Esse nome refere-se ao fato de que essas espécies não retiram todos os nutrientes da planta que parasitam, retirando apenas seiva bruta (substâncias inorgânicas). Como exemplo de plantas hemiparasitas podemos citar a erva-de-passarinho.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Inquilinismo

Saiba mais sobre o inquilinismo e entenda por que, atualmente, essa relação ecológica é considerada um tipo de comensalismo.

Parasitas

Parasita, Dependência, Proteção, Nutriente, Reprodução, Monoxenos ou monogenéticos, Heteroxenos ou digenéticos, Ascaris lumbricoides, Necator americanus, Esquistossomo, Tripanossomo, Ectoparasitas, Endoparasitas, Infecção, Infestação.

Protocooperação

Conheça a protocooperação, uma relação ecológica não obrigatória que beneficia todos os envolvidos.

Relações Desarmônicas

Relações ecológicas nas quais pelo menos uma espécie sofre danos.

Relações ecológicas

Entenda o que são e quais as principais relações ecológicas e saiba como elas podem ser divididas.