Mielite transversa

Mielite transversa é o nome dado a uma doença rara que acomete a medula espinhal e apresenta incidência de 1 a 4 casos por milhão de habitantes por ano. Na mielite transversa, observa-se uma inflamação da medula, o que pode levar ao acometimento da capacidade motora, sensitiva e autonômica do indivíduo.

Essa doença pode estar associada a alguma outra enfermidade, porém pode também ser idiopática, ou seja, sem causa determinada. O tratamento não é consenso, podendo ser feito o uso de metilprednisolona endovenosa, além de medicamentos para tratar sintomas e realização de fisioterapia. Algumas pessoas podem apresentar a recuperação total da doença.

Leia também: Doenças, síndromes e transtornos

O que é a mielite transversa?

A mielite transversa é uma inflamação que acomete a região da medula espinhal, podendo afetar diferentes segmentos dessa importante parte do sistema nervoso central. Suas causas são variadas, entretanto a doença tem sido bastante relacionada com infecções virais e bacterianas. O sarampo e a rubéola, por exemplo, já foram descritos como causas da mielite transversa.

Além da infecção por esses patógenos, doenças autoimunes, problemas vasculares e neoplasias são também causas descritas. A mielite transversa pode ser interpretada ainda como a primeira manifestação de doenças desmielinizantes, como a esclerose múltipla.

Infecções virais podem ter relação com o desenvolvimento de mielite transversa.
Infecções virais podem ter relação com o desenvolvimento de mielite transversa.

A mielite transversa também é frequentemente associada com a aplicação de vacinas, como a vacina contra hepatite e DTP (difteria, tétano e coqueluche.). Entretanto, é importante deixar claro que a relação causa-efeito entre doença e vacinação ainda não foi determinada.

Essa patologia foi, inclusive, associada com a interrupção de testes de uma vacina contra a covid-19, sendo citada como um dos possíveis efeitos colaterais da vacina. Pesquisadores então interromperam os testes para avaliar essa possível relação.

Leia também: Sistema nervoso — um dos mais complexos sistemas do corpo humano

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas da mielite transversa

A mielite transversa afeta a medula espinhal, provocando alterações motoras, sensitivas e autonômicas. São alguns de seus sintomas:

  • diminuição da força muscular;

  • paralisia parcial dos membros inferiores;

  • formigamento nos pés;

  • dores musculares;

  • dores nas costas;

  • distúrbios sensoriais;

  • alterações evacuatórias e miccionais, como incontinência intestinal ou da bexiga;

  • constipação.

Vale salientar que os sintomas podem aparecer rapidamente ou se instalar de maneira mais lenta. Alguns autores relacionam a rápida instalação dos sintomas com maior dificuldade para uma recuperação total do paciente.

Leia também: Diferença entre sinais e sintomas

Diagnóstico, tratamento e recuperação da mielite transversa

O diagnóstico da mielite transversa é basicamente feito por exclusão. O médico deve analisar o sinais e sintomas do paciente, compreender melhor o histórico familiar do indivíduo e fazer exames, como a ressonância magnética, para descartar outras causas, como a compressão da medula.

O tratamento da mielite transversa não é um consenso na comunidade médica. Um dos tratamentos utilizados em casos graves é a metilprednisolona endovenosa com a finalidade de reduzir o tempo da doença e também evitar possíveis sequelas. O tratamento da mielite também envolve medicamentos para tratar sintomas, como remédios para dor, e fisioterapia. Vale deixar claro que alguns pacientes recuperam-se completamente da doença; outros, no entanto, permanecem com sequelas. A recuperação espontânea pode ocorrer nas primeiras semanas ou demorar meses.

Por que lesões na medula são perigosas?

A medula espinhal desempenha diversas funções importantes no organismo, logo problemas que a afetam podem ter consequências graves.
A medula espinhal desempenha diversas funções importantes no organismo, logo problemas que a afetam podem ter consequências graves.

A medula espinhal, que é um dos componentes do sistema nervoso central, é um cordão de tecido nervoso que está localizado no interior da coluna vertebral, porém sem ocupá-la completamente. Desempenha diferentes funções, atuando, por exemplo, no transporte de informação do corpo para o encéfalo e do encéfalo para o corpo, na movimentação do organismo e na promoção de respostas conhecidas como atos reflexos.

Quando a medula espinhal é afetada de alguma maneira, as funções por ela desempenhadas podem ser comprometidas. Desse modo, uma lesão na medula pode desencadear problemas como:

  • paralisia dos membros;

  • alterações no tônus muscular;

  • disfunções sexuais;

  • perda do controle esfincteriano.

Percebe-se, portanto, que lesões na medula espinhal podem provocar vários problemas físicos no indivíduo, o que também pode afetar o aspecto social e psicológico.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Coluna vertebral

Aprenda um pouco mais sobre a coluna vertebral, um eixo importante do nosso corpo formado pelas vértebras.

Doenças causadas por bactérias

As bactérias são organismos unicelulares, procariontes e podem causar diversas enfermidades. Saiba mais sobre as doenças causadas por bactérias lendo nosso texto!

Infecções virais

Conheça as doenças provocadas por estes parasitas intracelulares obrigatórios.

Sistema nervoso

Aprenda um pouco mais sobre o sistema nervoso, um das mais importantes e complexos do corpo humano. Relembre como esse sistema é classificado e descubra as características básicas de seu tecido e de suas partes principais: sistema nervoso central e sistema nervoso periférico.

Sistema nervoso central

Conheça e saiba mais sobre todas as características do sistema nervoso central e as regiões que o compõe.

Tecido nervoso

tecido nervoso, origem do tecido nervoso, os neurônios, as células da glia, como são formados os neurônios, os dendritos, o axônio,a estrutura do neurônio.