Canibalismo

O canibalismo é uma relação ecológica observada quando o alimento está escasso e no momento da reprodução de algumas espécies.

O louva-deus fêmea se alimenta do macho no momento da cópula.
O louva-deus fêmea se alimenta do macho no momento da cópula.

As relações ecológicas são interações que ocorrem entre os seres vivos, que podem ser da mesma espécie ou de espécies diferentes. Quando ocorre entre indivíduos de uma mesma espécie, dizemos que é uma relação intraespecífica e quando acontece entre indivíduos de espécies diferentes chamamos de relação interespecífica.

A relação intraespecífica, assim como a interespecífica, pode ser harmônica ou desarmônica. Chamamos de relações harmônicas aquelas em que todos os indivíduos são beneficiados com a interação. As desarmônicas, por sua vez, caracterizam-se por prejudicar um dos envolvidos.

O canibalismo é um exemplo de relação intraespecífica desarmônica. Nessa relação um indivíduo da mesma espécie mata e se alimenta de outro. Quando ocorre a morte e a ingestão de organismos de espécies diferentes dizemos que houve uma predação.

O canibalismo, para a maioria das espécies, é um comportamento raro, porém para algumas ele ocorre normalmente. Na maioria das vezes o canibalismo ocorre em populações que apresentam uma grande quantidade de indivíduos, porém a quantidade de alimento é escassa. Algumas vezes essa relação também acontece no momento ou após a fecundação.

Em espécies como aranhas, peixes, ratos e louva-deus o canibalismo é comum. Esse último destaca-se por ter seu comportamento bastante conhecido. A fêmea do louva-deus mata o companheiro durante o acasalamento, antes mesmo do final da cópula a fêmea começa a se alimentar do macho, comendo-o por completo. Esse ato é importante, pois fornece alimento necessário para a fêmea desenvolver seus embriões e colocar os ovos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Outro caso bastante conhecido são os de algumas espécies de tubarão, que exercem o canibalismo intrauterino. Nessas espécies os filhotes se alimentam dos outros ainda no interior do útero. O tubarão mangona é uma das espécies que apresentam esse comportamento.

Ultimamente têm se observado um aumento do canibalismo entre ursos polares. Segundo pesquisadores, o aumento dos ataques entre indivíduos de uma mesma espécie tem aumentado em razão do aquecimento global. Os ursos se alimentam principalmente de focas, quando elas sobem para respirar entre as frestas de gelo, mas como o gelo tem derretido em uma alta velocidade, as focas não aparecem com tanta frequência; assim, os ursos estão tendo que buscar novas alternativas de alimentação.

Curiosidade: O canibalismo pode ocorrer também na espécie humana. Para saber mais sobre o tema, clique aqui.


Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto:

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Canibalismo Tupinambá

Entenda a questão do canibalismo nas sociedades tupinambás, uma das maiores tribos guerreiras da história indígena!

Protocooperação

Conheça a protocooperação, uma relação ecológica não obrigatória que beneficia todos os envolvidos.

Relações Desarmônicas

Relações ecológicas nas quais pelo menos uma espécie sofre danos.

Relações ecológicas

Entenda o que são e quais as principais relações ecológicas e saiba como elas podem ser divididas.