Substantivos referentes a partes do corpo: flexão e não flexão

Questionamentos diversos por parte dos usuários da língua, “escorregões” cometidos por redatores desavisados, palestrantes equivocados, enfim... muitas são as ocorrências em que atestamos “desvios” que tão somente infringem o que os preceitos gramaticais nos preconizam.

Dessa forma, diante da inviabilidade de fazer menção a todos eles, elegemos um, por sinal bastante recorrente, ora demarcado pela flexão e não flexão dos substantivos referentes às partes do corpo. Para tanto, subsidiemos em alguns exemplos, abaixo demarcados:

No intuito de ver o que estava acontecendo, todos ergueram as cabeças.

Um checkup foi feito nos corações dos pacientes.

Ora, mesmo em se tratando de várias pessoas, cabe ressaltar que o órgão a que o discurso faz referência se apresenta como único, daí a necessidade de uma retificação à mensagem ora atribuída, manifestada por:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No intuito de ver o que estava acontecendo, todos ergueram a cabeça.

Um checkup foi feito no coração dos pacientes.

Entretanto, caso o intuito for se referir a partes retratadas por pares, assim como é o caso dasmãos, pés, olhos, dedos, torna-se conveniente que tais substantivos apareçam flexionados, como em:

Durante a aula todos os alunos levantaram as mãos.

Todos abaixaram os olhos diante do sentimento de indignação frente ao acontecido.

Entretanto, quando a intenção é fazer referência a somente uma das mãos, é natural que tal substantivo seja expresso no singular, como demonstrado no exemplo que segue:

Durante a reunião foi levantado um questionamento, por isso, alguns participantes levantaram a mão para responder.

Em se tratando dos substantivos referentes a partes do corpo, pode haver a flexão e não flexão desses

Em se tratando dos substantivos referentes a partes do corpo, pode haver a flexão e não flexão desses

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte