Propriedade da terra no mundo feudal

A propriedade da terra, seus usos e utilizações constituíram a base de sustentação da sociedade feudal europeia no período denominado Idade Média (V-XV). Durante o feudalismo, quem tinha posse da propriedade da terra era considerado nobre; e os que não tinham posse da terra ficaram presos a ela sob o regime de servidão.

Grande parte da Europa Ocidental, entre os séculos VIII e XV, se encontrava em um estreito laço com a terra. As atividades ligadas à agricultura e à posse da terra regulavam toda a vida econômica e social no período feudal. 

O feudalismo foi marcado por diferentes características entre diversas regiões da Europa Medieval. Logo adiante, veremos alguns desses aspectos do sistema feudal. O primeiro aspecto do feudalismo foi a grande parcela da população que vivia presa às terras, sob o julgo das relações de servidão. Segundo essas relações, os servos deveriam cultivar as terras dos senhores em troca de proteção e sustento.

Contudo, em troca da servidão, os nobres (senhores feudais) confiavam suas terras aos camponeses e mantinham uma interação que era permeada pela fidelidade e pela prestação de serviços militares.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Portanto, a terra, dentro da cultura medieval, determinava as relações de poder. A propriedade da terra incidia sobre o universo político, social e econômico. No desenvolvimento da agricultura, foram se organizando enormes domínios senhoriais. Esses domínios eram divididos em duas partes: a reserva senhorial e os mansos.

A reserva senhorial era destinada ao uso do senhor feudal, que tinha posse do feudo. Geralmente, nessa propriedade de terra, encontrava-se a casa do senhor, os celeiros, os estábulos, os moinhos e a própria terra de cultivo. Na reserva senhorial também estavam as áreas de pastos e as florestas.

No outro domínio das terras estavam os mansos servis, que eram constituídos por pequenas propriedades de terras destinadas aos camponeses, que produziam o essencial para a sua subsistência. No entanto, em troca das terras cedidas, os camponeses deveriam repassar, para os senhores feudais, grande parte da sua produção agrícola.   

Portanto, a posse da propriedade da terra na sociedade agrária medieval era considerada sinônimo de privilégio. Assim, os senhores feudais, detentores das terras, dominavam as relações de poder durante a Idade Média.

A terra, no período medieval, encontrava-se em posse da nobreza

A terra, no período medieval, encontrava-se em posse da nobreza

Por: Leandro Carvalho

Artigos relacionados

Nobreza feudal

Conheça um pouco mais sobre a nobreza feudal e sua estrutura de organização social no contexto da história medieval.