Neil Armstrong

Neil Armstrong foi um engenheiro espacial que liderou a Missão Apollo 11, da Nasa, em 1969. Entrou para a história como o primeiro homem a pisar na Lua.

Neil Armstrong entrou para a história como o primeiro homem a pisar na Lua, em 1969. [1]
Neil Armstrong entrou para a história como o primeiro homem a pisar na Lua, em 1969. [1]

Neil Armstrong foi um engenheiro aeroespacial que se tornou o primeiro homem a pisar na Lua, em 1969. Ele comandou a Missão Apollo 11, organizada pela Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos. Após esse feito, Armstrong se tornou o grande símbolo norte-americano na corrida espacial contra a União Soviética durante a Guerra Fria. Ele morreu em 2012, aos 82 anos.

Leia também: Guerra Fria — o contexto de ocorrência da corrida espacial entre EUA e URSS

Resumo

  • Neil Armstrong se tornou o primeiro homem a pisar na Lua, durante a Missão Apollo, em 1969.

  • Ele se formou em Engenharia Aeroespacial e prestou serviço na Marinha norte-americana durante a Guerra da Coreia.

  • Em 1962, ingressou na Nasa e, sete anos depois, foi selecionado para ser um dos participantes da missão espacial que levaria o homem à Lua.

  • Armstrong preservou sua vida pessoal da imprensa e da curiosidade do grande público.

  • Ele morreu em 25 de agosto de 2012.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Primeiros anos e juventude de Neil Armstrong

Neil Armstrong nasceu na cidade de Wapakoneta, no estado norte-americano de Ohio, em 5 de agosto de 1930. Ele era o filho mais velho do casal Stephen Koenig Armstrong e Viola Louise Engel. Seus primeiros estudos foram feitos no Blume High School, em sua cidade natal. Desde criança, Armstrong era apaixonado por aviação.

Aos 17 anos, ele ingressou na Purdue University, em Indiana, para cursar Engenharia Espacial. Armstrong conseguiu uma bolsa de estudos financiada pela Marinha dos Estados Unidos. Em contrapartida, ele teve que prestar serviços para a Marinha durante três anos e foi enviado para a Guerra da Coreia, entre 1950 e 1953. Os norte-americanos ficaram do lado da Coreia do Sul, que estava em confronto com a Coreia do Norte. Essa guerra teve influência da Guerra Fria, conflito ideológico entre Estados Unidos e União Soviética.

Vida militar de Neil Armstrong

Armstrong foi enviado pela Marinha para lutar na Guerra da Coreia. Naquela época, a Coreia do Norte invadiu a Coreia do Sul no intuito de unificar os países e se tornar um único regime comunista. Os Estados Unidos ajudaram militarmente os sul-coreanos e vários norte-americanos foram convocados para esse conflito.

Como militar da Marinha, ele participou de 78 missões, e uma delas quase lhe tirou a vida. O avião que estava pilotando foi danificado e ele teve que se ejetar da aeronave para salvar sua vida. A participação de Armstrong na Guerra da Coreia foi reconhecida por meio de condecorações.

Leia também: Santos Dumont — o brasileiro que se tornou pioneiro da aviação

Vida profissional de Neil Armstrong

Neil Armstrong serviu a Marinha norte-americana até 1952. Logo em seguida, ele foi para a reserva, o que lhe possibilitou concluir seu curso universitário em Engenharia Aeroespacial e fez mestrado e doutorado na mesma área. Após a conclusão do seu curso superior, Armstrong se tornou piloto de testes para a National Advisory Committee for Aeronautics (Naca), que foi dissolvida em 1958 para dar lugar à Nasa, a agência espacial norte-americana.

A criação da Nasa coincidiu com o acirramento da Guerra Fria. Em meados dos anos 1950, as duas superpotências disputavam a liderança na corrida espacial e criaram agências internacionais aeroespaciais para conquistar o espaço à frente do seu oponente. Em vez de o combate entre norte-americanos e soviéticos ocorrer no campo de batalha, ele se deu por meio da disputa pelo domínio do espaço. Os dois países investiram nessa disputa.

Em 1962, Armstrong se inscreveu para integrar a Nasa, mas o prazo de inscrição havia se encerrado. Seu formulário foi encontrado por Dick Day, que conhecia Armstrong e trabalhava na Nasa. Dick, então, incluiu a inscrição de Armstrong entre aqueles que enviaram o formulário no tempo estabelecido. Com essa ajuda, Armstrong foi convocado para a segunda turma de astronautas na Nasa. Ele participou dos programas Gemini e Apollo.

Viagem à Lua

Em meados dos anos 1960, os Estados Unidos investiram na criação de uma missão espacial que levasse o primeiro homem à Lua. Os candidatos que se dispuseram a participar dessa missão foram alvos de inúmeros testes físicos rigorosos para que a seleção apontasse aqueles que estivessem condicionados para tal fim.

O Programa Gemini foi responsável por realizar testes que garantiram o êxito do Programa Apollo. Em 1966, Armstrong mostrou sua habilidade como piloto. Um defeito técnico fez com que a nave que pilotava girasse rapidamente no ar, o que provocaria a perda da consciência da tripulação. Ele conseguiu retomar o controle e aterrizar a nave de forma segura.

O anúncio da Apollo 11 aconteceu em 1969. Os participantes dessa missão foram anunciados em março daquele ano. Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins foram os escolhidos para protagonizar aquele momento tão aguardado e que se tornaria histórico. A escolha de Armstrong para ser o primeiro homem a pisar na Lua não foi bem aceita por Buzz Aldrin, que tentou cancelar a missão.

Armstrong foi questionado se queria trocar de colega de missão e ele não quis. A justificativa para a escolha de Armstrong se deu por ele ser civil, já que os militares norte-americanos eram criticados por causa da Guerra do Vietnã, e por ser astronauta há mais tempo que Aldrin.

A Apollo 11 decolou em direção à Lua no dia 16 de julho de 1969. Neil Armstrong e Buzz Aldrin desembarcaram em solo lunar e, por duas horas, exploraram a região, recolhendo rochas lunares para serem estudadas na Terra. Armstrong falou uma frase que representou aquele momento histórico: “Um pequeno passo para o homem, um grande passo para a humanidade”.

A missão voltou à Terra em 24 de julho, e eles foram recebidos como heróis nacionais. Com esse feito, os Estados Unidos se colocaram à frente da União Soviética durante a corrida espacial.

Astronauta em solo lunar ao lado de bandeira estadunidense
“Um pequeno passo para o homem, um grande passo para a humanidade”. A fala de Neil Armstrong resumiu a importância do seu desembarque na Lua.

Vida de Neil Armstrong após a Apollo 11

Neil Armstrong se aposentou das missões espaciais e trabalhou em cargo administrativo na Nasa até 1971. Ele atuou como professor em várias universidades e trabalhou na United Airlines. Também participou da comissão que investigou as causas da explosão do ônibus espacial Challender, em 1986.

Leia também: Corrida armamentista — a concorrência entre EUA e URSS para encontrar a “arma total”

Vida Pessoal de Neil Armstrong

Por conta do sucesso da Apollo 11 e por se tornar o primeiro homem a pisar na Lua, Neil Armstrong foi homenageado e se tornou um herói nacional. Apesar da fama, ele procurou manter sua vida pessoal longe da imprensa e da curiosidade do grande público.

Armstrong foi casado duas vezes. A primeira esposa foi Janet Shearon, entre 1956 e 1994, e a segunda, Carol Knight, que foi sua esposa até sua morte, em 2012. Do primeiro casamento, nasceram seus três filhos: Karen (que morreu com dois anos de idade, vítima de um tumor), Erick e Mark.

Morte de Neil Armstrong

Neil Armstrong fez uma cirurgia cardiovascular para desentupir artérias, mas não resistiu às complicações cirúrgicas e morreu em 25 de agosto de 2012. Seu corpo foi cremado e as cinzas foram lançadas no Oceano Atlântico.

Créditos das imagens

[1] severjn e Shutterstock

Por: Carlos César Higa

Artigos relacionados

Alberto Santos Dumont

Conheça as principais invenções de Santos Dumont. Entenda como ele se tornou um dos grandes pioneiros da aviação, sendo mundialmente respeitado e admirado.

Corrida Armamentista

Saiba o que foi a Corrida Armamentista e que importância tem esse tema para se compreender o período da Guerra Fria.

Guerra Fria

Conheça o período histórico que se seguiu após o fim da Segunda Guerra Mundial e que ficou conhecido como Guerra Fria.