Circulação Atmosférica

A circulação atmosférica é responsável pela difusão do calor e influencia globalmente a dinâmica climática.

Quando falamos de circulação atmosférica, estamos nos referindo à dinâmica que coordena a variação e dispersão dos ventos ou correntes de ar pelo globo terrestre. Sabemos que a movimentação do ar ocorre em função das variações de pressão atmosférica, de forma que o ar que se encontra em uma região de maior pressão tende a se deslocar para zonas de menor pressão.

O mecanismo básico que articula a circulação das massas de ar no planeta é o das variações de temperatura. O ar mais frio é mais denso e desce, enquanto o ar quente é mais leve e sobe. Ao alcançar altitudes maiores, o ar quente, que estava subindo, começa a se esfriar, ficando mais pesado e descendo novamente, dando continuidade ao ciclo. Essa dinâmica, associada às variações de latitude, dá origem às células de circulação atmosféricas. Observe o esquema abaixo:

Esquema simplificado da circulação atmosférica global
Esquema simplificado da circulação atmosférica global

A formação das diferentes células, além das variações de pressão, decorre do fato de a incidência dos raios solares não ser homogênea. Próximo à Linha do Equador, o calor do sol é mais forte e, à medida que se aproxima dos polos, essa intensidade vai diminuindo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como podemos notar no esquema acima representado, existem três tipos principais de células de circulação atmosférica: célula de Hadley, célula de Ferrel e célula polar.

Na Célula de Hadley, também chamada de Célula Tropical, o ar circula em direção à Linha do Equador em baixas altitudes e retorna para a direção dos trópicos nas elevadas altitudes, com o predomínio de ventos alísios e contra-alísios.

Na Célula de Ferrel, também conhecida como Célula de Latitudes Médias, o ar movimenta-se em direção aos polos, onde se resfria e retorna para as faixas tropicais. Os ventos são predominantes de oeste e sopram em direção oposta aos ventos alísios.

Por fim, na Célula polar, os ventos deslocam-se dos polos em direção aos trópicos, onde se aquecem e retornam novamente às zonas polares. Os ventos são polares de leste e carregam sempre muita umidade, baixas temperaturas e elevada pressão atmosférica.

A circulação atmosférica é responsável pela dinâmica de circulação dos ventos, pela alteração das pressões atmosféricas, pela distribuição do calor e, consequentemente, interferem diretamente no clima da Terra.

A circulação atmosférica transporta as massas de ar e desloca os ventos

A circulação atmosférica transporta as massas de ar e desloca os ventos

Por: Rodolfo F. Alves Pena

Artigos relacionados

Atmosfera

Veja as características básicas da atmosfera: composição, temperaturas, formação e as principais camadas.

Diferença entre tornado, furacão e tufão

Descubra a diferença entre tornado, furacão e tufão, além de conhecer outros nomes para elementos semelhantes, como ciclones, trombas d'água e funis.

Elementos Atmosféricos

Os principais tipos de elementos atmosféricos e suas características.

Massas de Ar

Saiba como funciona a dinâmica das massas de ar e entenda como elas são classificadas.

Massas de ar que influenciam o Brasil

Clique e entenda o papel das massas de ar que influenciam o Brasil!

Poluição Atmosférica

Clique aqui e confira as consequências causadas pela poluição atmosférica!