Interferência de ondas em cordas

A interferência de ondas em cordas ocorre de duas maneiras: interferência construtiva e interferência destrutiva.

Imaginemos um pedaço de corda esticado. Em cada uma de suas extremidades são produzidas duas ondas, de mesma amplitude, que se propagam no mesmo sentido. Após um intervalo de tempo, esses pulsos se encontrarão, originando a interferência entre ondas. Essa interferência pode ocorrer de duas maneiras: construtiva ou destrutiva.

Na interferência construtiva, as amplitudes das ondas encontram-se no mesmo lado da corda. Portanto, no ponto onde ocorre a superposição das ondas, as amplitudes serão somadas. Veja a figura abaixo:

Na interferência destrutiva, as amplitudes das ondas se encontram em lados opostos da corda. Portanto, no ponto onde ocorre a superposição das ondas, suas amplitudes serão subtraídas. Veja a figura abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nesse caso, houve o cancelamento de pulsos pelo fato de as amplitudes das ondas serem do mesmo tamanho.


Aproveite para conferir as nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

Interferência de ondas construtivas

Interferência de ondas construtivas

Por: Domiciano Correa Marques da Silva

Artigos relacionados

Difração

Confira neste texto o que é difração, quais são as suas propriedades e quando ela ocorre.

Louis de Broglie e as ondas de matéria

Todos temos um comprimento de onda, mesmo que não sejamos ondas. Entenda o que isso significa e saiba como calculá-lo.

Ressonância mecânica

Entenda como ocorre o fenômeno da ressonância mecânica e saiba por que podemos quebrar uma taça apenas cantando.