Terçol

O terçol ocorre mais na borda da pálpebra, perto dos cílios, e apresenta sinais como dor e vermelhidão, sintomas típicos de infecção provocada por bactérias

Você está comendo algo e uma grávida passa por você e olha... o que você pensa? Vou ter terçol! Então chegou a hora de se informar um pouco mais e acabar com esse preconceito!

Considera-se que quase todas as lesões da pálpebra são popularmente chamadas de terçóis, embora existam duas doenças diferentes responsáveis por seu aparecimento: uma com infecção, o terçol, e a outra sem infecção, o calázio.

Terçol ou hordéolo ocorre mais na borda da pálpebra, perto dos cílios, e apresenta sinais como dor e vermelhidão, sintomas típicos de infecção provocada por bactérias e, em geral, desaparece naturalmente.

Diferente do terçol, o calázio consiste também em uma inflamação na pálpebra, mas essa não é produzida por bactérias. Mesmo depois de controlada a inflamação, ele pode ficar na pálpebra sob a forma de um pequeno caroço que, sem sinais inflamatórios, aumenta ou diminui de tamanho, quando a secreção produzida pela glândula não consegue ser eliminada.

A evolução do terçol e do calázio é semelhante, por isso muitas pessoas os confundem. No máximo até uma semana após os primeiros sinais, o terçol murcha e desaparece. O calázio regride naturalmente também, no mesmo intervalo de tempo, mas pode aparecer um pequeno cisto no local. Em algumas pessoas o calázio pode retornar após algum tempo.

O tratamento do terçol é feito com aplicação local de toalhas ou lenços úmidos previamente aquecidos ou através do uso de colírios ou pomadas com antibióticos, sempre no intuito de acelerar seu desaparecimento. Em condições normais, bastam o antibiótico de uso tópico e a aplicação de compressas de água quente e o problema estará resolvido.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O uso de medicamentos no tratamento do calázio é contraindicado, uma vez que a infecção não é causada por nenhum agente infeccioso, bactéria ou protozoário. Caso as recorrências de calázio sejam frequentes, um médico deve ser consultado!

Vamos a algumas recomendações:

- As compressas úmidas com panos quentes ajudam a combater as lesões na pálpebra, mas para um diagnóstico e tratamento adequado, um médico deve ser consultado;

- Não se esqueça que o excesso de oleosidade da pele pode formar uma espécie de rolha que bloqueia a saída dos ductos das glândulas oculares. Utilize sabonetes líquidos ou xampus neutros para realizar a limpeza na área dos olhos;

- Repetição de quadros de calázio pode ser sinal de alerta para a possibilidade de problema mais graves. Procure um oftalmologista caso as ocorrências sejam constantes;

- Mãos limpas é o melhor remédio para evitar a transmissão de vírus e bactérias. Lave as mãos várias vezes ao dia e evite passar o dedo no local em que apareceu o terçol ou o calázio;

- Não esprema ou cutuque a região afetada e evite lugares empoeirados ou sujos.

Inflamação nas pálpebras – Terçol ou Calázio?

Inflamação nas pálpebras – Terçol ou Calázio?

Por: Fabrício Alves Ferreira

Artigos relacionados

Conjuntivite

Conheça aqui as causas, sintomas e tratamento da conjuntivite, inflamação que ocorre na membrana que recobre o olho.

Glaucoma

Saiba o que é glaucoma, sua causa, tipos, sintomas e tratamento.