Rosácea

A rosácea é um problema de origem pouco conhecida que atinge a pele, deixando-a sensível, avermelhada e seca.

A rosácea é uma doença de pele inflamatória crônica que afeta principalmente o rosto. Ela se caracteriza por períodos de surtos e períodos de melhora. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a rosácea ocorre em 1,5% a 10% das populações estudadas e acomete principalmente adultos com idade entre 30 e 50 anos – na maioria das vezes, mulheres.
 

Causas da rosácea

A rosácea ainda não apresenta origem conhecida, porém, sabe-se que há base genética e predisposição para desenvolver o problema. A rosácea é mais comum em pessoas de pele branca e descendentes de europeus. Além disso, a doença está relacionada com a presença de um ácaro denominado Demodex folliculorum.

Vale salientar que as crises da doença estão associadas com alguns hábitos de vida. A alimentação, o consumo de bebidas alcoólicas e o estresse são alguns dos estímulos que podem desencadear uma crise. Além disso, mudanças bruscas de temperatura e exposição solar inadequada relacionam-se ao aparecimento da patologia.

Leia também: Dez dicas para evitar o estresse


Sintomas da rosácea

A rosácea é uma inflamação e afeta vasos da pele e a unidade pilossebácea. Esse processo inflamatório desencadeia sintomas como:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Pele sensível;

  • Pele seca;

  • Vermelhidão na pele;

  • Flushing (vermelhidão e calor na pele que surgem abruptamente);

  • Presença de vasos finos dilatados na pele (telangiectasias);


Na rosácea, a pele fica vermelha e sensível

  • Pápulas e pústulas (elevações na pele) que se assemelham à acne;

Não deixe de ler: Acne

  • Rinofima: espessamento irregular da pele do nariz e dilatação folicular que leva à deformação do nariz;

  • Sintomas oculares, como olho seco e conjuntivite.


Tratamento da rosácea

Infelizmente não há cura para a rosácea, entretanto, um tratamento adequado pode aliviar os sintomas e controlar a doença. Vale salientar, no entanto, que o tratamento depende do quadro clínico do paciente.

Entre os tratamentos utilizados, podemos destacar o uso de sabonetes adequados, protetor solar e alguns medicamentos, como o metronidazol, que possui propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias. Pode ser recomendado ainda laser ou luz pulsada para tratar a vermelhidão na pele. É importante ainda evitar fatores que podem agravar a rosácea.

ATENÇÃO: Ao perceber qualquer alteração na pele, procure imediatamente um dermatologista.

Na imagem, podemos observar a presença de vasos finos e dilatados na pele

Na imagem, podemos observar a presença de vasos finos e dilatados na pele

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

A pele dos mamíferos

Pele, Mamíferos, Epiderme, Derme, Hipoderme, Células pavimentosas, Queratina, Melanócitos, Lâmina basal, Tecido conjuntivo, Colágeno, Anexos, Terminações nervosas, Glândulas sebáceas, Bulbos pilosos, Pêlos, Capilares, Tecido subcutâneo, Células adiposas.

Acne

Saiba mais sobre a acne, um problema comum entre os adolescentes e que normalmente tende a desaparecer com o avanço da idade.

Dez dicas para evitar o estresse

Confira dez dicas para evitar o estresse e melhore sua saúde e qualidade de vida.

Estresse

Uma síndrome que assola a vida de muitas pessoas.