Icnofósseis

Os icnofósseis são os vestígios da atividade de organismos que ficaram preservados, tais como pegadas, ovos, galerias e coprólitos.

Normalmente, aceitamos que fósseis são apenas restos de organismos que viveram no passado e que ficaram, de alguma forma, preservados. Entretanto, nem sempre encontramos os restos desses organismos, mas sim vestígios da existência desses seres.

Icnofósseis

Denominamos de icnofósseis os vestígios da atividade de organismos que viveram no passado e que, de alguma forma, foram preservados. O termo provém do grego icnós, que significa “traço” ou “vestígio”. São exemplos de icnofósseis: ovos, galerias, pegadas e marcas de dentes.

O estudo dos icnofósseis é muito importante para a Paleontologia, uma vez que a presença desses fósseis pode ajudar não somente a confirmar que um determinado ser vivo foi encontrado naquele local, mas permite fazer afirmações sobre seus hábitos de vida, sua alimentação e até mesmo sobre como era o ambiente naquela época.

Principais atividades que geram a produção de icnofósseis

Como sabemos, os organismos – até mesmo nós, seres humanos – deixam marcas de sua passagem por um local. Várias atividades geram, portanto, os icnofósseis, e as mais comuns são:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Alimentação: Nesse caso, podemos citar as marcas de dentes e as fezes que se tornaram preservadas (coprólitos). Os coprólitos são um importante icnofóssil, pois permitem confirmar a presença de um organismo em uma determinada área e fornecem informações que auxiliam na determinação da dieta desses animais. Conhecendo essa dieta, é possível ainda fazer inferências paleoecológicas.

  • Deslocamento: O deslocamento produz muitas marcas, como pegadas e pistas de organismos que viveram no passado. Os icnofósseis mais comumente encontrados são as pistas deixadas por invertebrados e pegadas de vertebrados encontradas em sedimento.

  • Reprodução: Atividades relacionadas com a reprodução também podem gerar icnofósseis, tais como ovos e os ninhos. Esses icnofósseis permitem conhecer melhor a reprodução de um organismos e seus hábitos de vida.

  • Habitação: Galerias, túneis e tocas são exemplos de vestígios que podem ficar preservados, formando os famosos icnofósseis.

Atenção: Alguns processos físicos e químicos podem deixar marcas que se assemelham a atividades de algum organismo. Nesse caso, temos pseudoicnofósseis.

A pegada fossilizada é um exemplo de icnofóssil

A pegada fossilizada é um exemplo de icnofóssil

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Carbono 14: idade de fósseis

Esse elemento permite decifrar de qual época é um achado dos arqueólogos.

Combustíveis Fósseis

Entenda o que é um combustível fóssil, a constituição e as principais aplicações do petróleo, gás natural e do carvão, e quais as consequências do uso desses combustíveis.

Fósseis

Aprenda mais sobre os fósseis, como são formados e sua importância científica.

Recursos energéticos fósseis

Recursos energéticos fósseis, O que são os recursos energéticos fósseis, Quais os tipos de recursos energéticos fósseis, O petróleo, A formação do petróleo na natureza, O carvão, A formação do carvão na natureza.