Estrias

As estrias são lesões que aparecem no corpo quando ocorre rompimento das fibras de colágeno e elastina que promovem a elasticidade da pele. Quando essas fibras se rompem, formam uma lesão semelhante a um corte, que cicatriza com o tempo, deixando as estrias.

Os locais mais prováveis para o aparecimento de estrias são as nádegas, quadril, região lombar, barriga e seios. Há alguns fatores que podem estar associados ao aparecimento das estrias, como:

• Fatores genéticos: as características da pele (como elasticidade e resistência) são herdadas, então se sua mãe e avó apresentam uma pele resistente e elástica, as chances de sua pele apresentar estrias diminuem;
• Alterações hormonais: as alterações hormonais ocorridas na puberdade podem provocar alterações nas proteínas da pele, aumentando as chances de aparecerem as estrias;
• Gravidez: na gravidez, a pele dos seios e abdome sofre um estiramento muito importante, e isso pode provocar o aparecimento de estrias;
• Alterações no peso: a variação muito grande no peso corporal, como o chamado efeito sanfona, pode causar estrias;
• Corticoides: os corticoides são medicamentos anti-inflamatórios que podem estar associados a uma redução na elasticidade da pele;
• Musculação: nesse caso, os homens são os mais afetados, pois, quando exageram na malhação, o aumento muscular força as fibras, que acabam se rompendo;
• Roupas: o uso de roupas apertadas pode levar ao estiramento das fibras, provocando o aparecimento das estrias.

As estrias que possuem um aspecto róseo têm essa coloração em razão do rompimento dos vasos sanguíneos da região. Essas estrias estão em estágio inicial e se formaram recentemente, por isso respondem bem a um tratamento, desaparecendo totalmente em alguns casos. As estrias esbranquiçadas são estrias antigas, nas quais já ocorreu a formação de uma cicatriz. Nesses casos, podem ser feitos tratamentos que disfarçam as estrias, atenuando-as ou estreitando-as.

A melhor forma de se prevenir das estrias é manter a pele muito bem hidratada em todas as fases de nossa vida, pois, assim, ela se torna mais elástica, evitando a ruptura das fibras elásticas. Beber muita água e fazer uso de cremes hidratantes são formas de manter a pele bem hidratada e longe de estrias. Melhor ainda se os cremes hidratantes tiverem compostos à base de colágeno, elastina, lipossomas, ureia, alfa-hidroxiácidos, lactato de amônia e óleos vegetais. Praticar atividades físicas, ter uma alimentação balanceada, evitar o cigarro, evitar o uso de roupas apertadas, usar filtro solar e evitar oscilações no peso são formas de manter-se bem longe das estrias.

Há vários tipos de tratamento para acabar com as estrias, mas muitos dermatologistas indicam a associação de pelo menos dois desses tratamentos para que os resultados obtidos sejam satisfatórios (com exceção apenas das estrias recentes, que podem ser tratadas apenas com um tipo de tratamento). O grau de melhora da pele irá variar de acordo com o organismo do paciente e com a extensão do problema, mas, na maioria das vezes, é possível observar melhora de 60% a 70% das estrias tratadas.

O uso diário de ácido retinoico pode ser muito eficiente no combate às estrias, principalmente nas de início recente. É um tratamento que mostra resultado aparente somente após aproximadamente um ano de uso.

As esfoliações, também chamadas de peelings, são realizadas a partir da aplicação de vários ácidos diferentes. Esse tratamento é feito em várias sessões e tem por objetivo estimular a descamação da camada superficial da pele, promovendo o crescimento de outra. Ardência, coceira e descamação são sentidas durante o tratamento.

A mesoterapia também pode ser utilizada no combate às estrias. Esse tratamento consiste na aplicação de injeções intradérmicas com substâncias que estimulam o metabolismo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
As estrias ocorrem por causa do estiramento das fibras elásticas da pele.

As estrias ocorrem por causa do estiramento das fibras elásticas da pele.

Por: Paula Louredo Moraes

Artigos relacionados

Anabolizante esteroide

O uso de anabolizantes, exceto em casos específicos, para o tratamento de certos problemas de saúde; é proibido. Isso porque os anabolizantes podem causar danos à saúde.