<

Química dos airbags

Conheça as reações químcias envolvidas no funcionamento dos airbags
Conheça as reações químcias envolvidas no funcionamento dos airbags

O airbag (“bolsa de ar”) é um equipamento de segurança obrigatório em muitos países. Esse dispositivo já ajudou a salvar muitas vidas em acidentes de carro. Segundo um levantamento feito pelo instituto de segurança do trânsito dos Estados Unidos, desde que o airbag se tornou obrigatório, no ano de 1995, até o ano de 2007, ele ajudou a salvar mais de 15 mil pessoas.

Mas quais são os mecanismos e as reações químicas que fazem com que o airbag se infle instantaneamente após uma batida?

Bom, essas bolsas são feitas de um material bastante reforçado, que costuma ser o polímero náilon, que é bem resistente. No interior dessa bolsa há uma mistura de reagentes: azoteto de sódio (NaN3), nitrato de potássio (KNO3) e dióxido de silício (SiO2).

No momento da colisão, sensores localizados em pontos estratégicos do carro detectam a forte desaceleração do veículo e são acionados, emitindo sinais para uma unidade de controle. Essa unidade checa qual sensor foi atingido e assim aciona o airbag mais adequado.

O sensor é ligado a um filamento que fica em contato com uma pastilha de azoteto de sódio, dentro do airbag. Ele emite então uma faísca ou descarga elétrica, que aquece o azoteto, fornecendo a energia de ativação necessária para dar início à reação de oxirredução que libera grande quantidade de gás nitrogênio (N2), mostrada a seguir:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2 NaN3 → 2 Na + 3 N2

A formação do gás nitrogênio se dá em alta velocidade, assim a bolsa se infla rapidamente, em fração de segundos.

Mecanismo de funcionamento do airbag

No entanto, o sódio metálico produzido é um composto muito reativo e, portanto, precisa ser inativado. É para isso que serve o nitrato de potássio presente na bolsa:

10 Na + 2 KNO3 → K2O + 5 Na2O + N2

Observe que é formado mais gás nitrogênio. No entanto, os óxidos produzidos podem interferir no meio ambiente e na vida das pessoas, pois trazem uma série de riscos. Em razão disso, eles entram em contato com o terceiro reagente presente no airbag, o dióxido de silício, que é a sílica; e como produtos são formados silicatos alcalinos, que são uma espécie de vidro em pó:

K2O + 5 Na2O + SiO2 → silicato alcalino (“vidro”)

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Como funcionam os freios ABS?

Clique aqui para descobrir como funcionam os freios ABS, tipos de freio obrigatórios em todos os carros fabricados no Brasil a partir de 2014.

Condições para a ocorrência de reações

As condições necessárias para a ocorrência das reações são: natureza dos reagentes, contato entre eles e energia de ativação.

Curiosidades sobre o Vidro

Conheça como é feito o vidro.

De onde vem o hélio para encher balões?

Descubra onde conseguimos o hélio para encher os balões em festas infantis, quais são as fontes de obtenção desse elemento na Terra e se um dia esse gás pode acabar.

Oxidorredução

Uma reação de óxidorredução ocorre quando a oxidação e a redução acontecem simultaneamente.