Vozes verbais

Vozes verbais são a expressão da ação de um verbo. Podem ser ativa, passiva ou reflexiva. Cada voz verbal define se o sujeito realiza ou sofre a ação do verbo segundo sua estrutura.

Esquema resumindo as vozes verbais.
Esquema resumindo as vozes verbais.

As vozes verbais dizem respeito à maneira como a ação do verbo é expressa no enunciado. Há três vozes verbais: a voz ativa, a voz passiva e a voz reflexiva. Muitas vezes, é possível converter a voz ativa para a voz passiva, e vice-versa, obedecendo a algumas regras.

Veja também: Aspecto verbal — a duração do processo verbal

Resumo sobre vozes verbais

  • As vozes verbais se relacionam ao modo como a ação do verbo pode ser expressa. Existem três formas verbais: ativa, passiva e reflexiva.

  • Na voz ativa, o sujeito realiza a ação do verbo.

  • Na voz passiva, o sujeito sofre a ação do verbo.

  • Na voz reflexiva, o sujeito realiza e sofre a ação do verbo ao mesmo tempo.

  • É possível passar alguns verbos da voz ativa para a voz passiva e da voz passiva para a voz ativa, bastando adaptar a estrutura do enunciado.

Videoaula sobre vozes verbais

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são vozes verbais?

As vozes verbais são a forma como o verbo aparece, indicando se a ação é realizada ou sofrida pelo sujeito. O verbo pode aparecer na voz ativa, na voz passiva e na voz reflexiva, dependendo do contexto e da ênfase que se quer dar para a ação expressa pelo verbo. Essas diferentes vozes indicam se o sujeito:

  • pratica a ação;

  • sofre a ação; ou

  • pratica e sofre a ação ao mesmo tempo.

Voz ativa

O verbo aparece na voz ativa quando o sujeito é agente, ou seja, realiza a ação expressa pelo verbo.

A madrinha maquiou a noiva.

sujeito + verbo + complemento

Nesse enunciado, o sujeito “a madrinha” realiza a ação (“maquiou”). O objeto do enunciado (“a noiva”) sofre a ação realizada pelo sujeito.

Veja, a seguir, mais alguns exemplos de verbos na voz ativa que respeitam a estrutura sujeito + verbo + complemento:

Nós cozinhamos a janta.

Terminei o trabalho.

Elas viajarão para a África do Sul.

Nós lemos essa obra?

Vocês conhecem muitas coisas.

Voz passiva

O verbo aparece na voz passiva quando o sujeito é paciente, ou seja, sofre a ação expressa pelo verbo.

A noiva foi maquiada pela madrinha.

sujeito + verbo + complemento

Nesse enunciado, o sujeito “a noiva” sofre a ação (“foi maquiada”).

→ Voz passiva com verbo auxiliar “ser” + particípio do verbo principal

O verbo auxiliar “ser” é conjugado de acordo com o tempo verbal do enunciado (presente, pretérito, futuro), enquanto o verbo principal permanece no particípio. O tempo verbal também concorda em gênero e número com o sujeito (masculino ou feminino, singular ou plural). Veja alguns exemplos que respeitam a estrutura sujeito + verbo + complemento:

A janta foi feita por nós.

Os portões foram fechados pelos agentes fiscais.

Muita gente será lembrada por seus entes queridos.

Meu marido foi parabenizado pelas chefes.

As flores foram colhidas.

→ Voz passiva com verbo principal + partícula apassivadora “se”

Nesse caso, o verbo principal concorda em número com o sujeito da oração, ou seja, pode ser conjugado no singular ou no plural. O verbo aparece com a partícula apassivadora, que indica que aquele sujeito não é agente da ação, e sim paciente (ou seja, que ele não executa uma ação, mas sofre a ação). Veja alguns exemplos que respeitam a estrutura verbo + partícula apassivadora + sujeito:

Maquiou-se a noiva.

Fecharam-se os portões.

Estudava-se o conteúdo da prova.

Alugam-se imóveis.

Rege-se a orquestra.

Voz reflexiva

O verbo aparece na voz passiva quando o sujeito é agente e paciente ao mesmo tempo, ou seja, ele realiza e sofre a mesma ação expressa pelo verbo. Usa-se um pronome pessoal oblíquo para indicar que a ação é reflexiva.

A noiva maquiou-se.

sujeito + verbo + complemento

Nesse enunciado, o sujeito “a noiva” executa a ação (“maquiou”). Ao mesmo tempo, ela sofre a mesma ação (já que maquia a si mesma), o que é representado pelo pronome oblíquo “se”.

Veja outros exemplos que seguem a estrutura sujeito + verbo + complemento e note como o sujeito executa a ação em si mesmo em todos os casos:

As crianças vestiram-se.

Eu me pentearei.

Nós nos barbeamos.

Saiba mais: Colocação pronominal nas locuções verbais — a posição do pronome oblíquo em relação ao verbo

Como ocorre a conversão de vozes verbais?

Em muitos contextos, é possível passar um verbo na voz ativa para a voz passiva e vice-versa. Para isso, basta adaptar o enunciado, invertendo o sujeito e o complemento, lembrando-se de mudar a estrutura do verbo.

→ Voz ativa para voz passiva

sujeito + verbo + objeto

Voz ativa
Você pintou esses quadros?

Voz passiva
Esses quadros foram pintados por você?

→ Voz passiva para voz ativa

sujeito + verbo + objeto

Voz passiva
A roupa será remendada pela costureira.

Voz ativa
A costureira remendará a roupa.

Exercícios resolvidos sobre vozes verbais

Questão 1

(FCC) Transpondo-se para a voz ativa a frase “eficazes sistemas de irrigação teriam sido utilizados pelos antigos em suas culturas de cereais”, a forma verbal resultante deverá ser

A) seriam utilizados.

B) teriam utilizado.

C) foram utilizados.

D) utilizaram-se.

E) haveriam de utilizar.

Resposta

Alternativa B

No enunciado, “eficazes sistemas de irrigação” é o sujeito e “pelos antigos” é o complemento. Nesse caso, há três verbos compondo a locução verbal: teriam + sido + utilizados. A parte dessa locução que se encontra na voz passiva é “sido utilizado”, enquanto o verbo “teriam” deve ser mantido. Assim, transpondo o enunciado para a voz ativa, temos: “Os antigos teriam utilizado eficazes sistemas de irrigação em suas culturas de cereais”.

Questão 2

(Cespe/Cebarspe - adaptado)

Texto sobre a cidadania ateniense e sua relação com a democracia.

A estrutura em voz passiva “considerava-se” (l.1) poderia ser substituída por outra forma de passiva, era considerado, sem comprometer a coerência do texto.

( ) Certo

( ) Errado

Resolução:

Certo

A alteração da forma na voz passiva usando partícula apassivadora para a forma usando verbo auxiliar não compromete a coerência nem o conteúdo do texto. 

Por: Guilherme Viana

Artigos relacionados

Pronomes Pessoais

Conheça os pronomes pessoais existentes em língua portuguesa e aprenda as funções exercidas por eles no enunciado.

Verbos - aspectos estruturais

Constate acerca de importantes pressupostos que nortearão seus conhecimentos!

Verbos reflexivos

Verbos reflexivos... Eis mais uma classe que você precisa conhecer e ampliar sua competência linguística. É fácil, basta clicar!