Botsuana

Botsuana, um país que busca transformar a exploração de seus recursos naturais em um meio de distribuição de riquezas e investimentos.

Botsuana – ou Botswana – é um país localizado na região da África Meridional, posicionado ao norte da África do Sul, a leste da Namíbia, a sudeste de Angola, ao sul da Zâmbia e a oeste do Zimbábue. A principal marca desse território é o fato de ele ser cortado pelo deserto do Kalahari, o quinto maior do mundo.

Com uma área territorial de 581.730 km², onde vivem pouco mais de dois milhões de habitantes, Botsuana caracteriza-se por ser um dos mais importantes países exportadores de diamante, além de ser economicamente marcado pela presença de uma ampla atividade turística. Apesar de apresentar uma das economias mais dinâmicas do sul da África, esse país limita o seu desenvolvimento à exportação de minerais (como o cobre, o níquel e o carvão), o que gera uma grande relação de dependência financeira.

No entanto, no que diz respeito à exploração mineral, Botsuana possui um modelo totalmente diferenciado em relação aos demais países na atual conjuntural global capitalista. A administração federal parte do princípio de que as riquezas produzidas e extraídas pelo solo são de propriedade coletiva, e não individual. Com isso, qualquer jazida mineral encontrada pertence não ao dono da propriedade, mas ao Estado, que é quem deve gerir o uso dessas riquezas.

A principal forma de extração de diamantes (estima-se que Botsuana seja responsável por 25% da produção diamantífera em todo o mundo) é através de uma prática denominada Joint Venture, em que empresas privadas associam-se a empresas estatais para realizar a extração do mineral. Em virtude dessas estratégias, 50% das riquezas produzidas pertencem ao Estado e 50% pertencem às empresas mineradoras, das quais se destacam a Debswana, maior empresa mundial do setor, e a sul-africana DTC (Diamond Trade Company).

Não por acaso, esse país é o que apresenta as maiores taxas de crescimento das últimas décadas na África, sendo também um dos que mais investem em educação, indústrias, produção agrícola e tecnologia. No entanto, a sua elevada dependência da exportação de minérios provoca oscilações em tempos de crise, como em 2009, quando o país teve uma retração econômica de 4,7%.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No passado, Botsuana foi uma colônia inglesa na África. Sua localidade era considerada um ponto de tensão política, pois dela partiam tropas inglesas, holandesas e portuguesas em direção às suas colônias. A independência do país ocorreu somente no ano de 1966, com a realização de eleições diretas. Em face de sua condição histórica, até hoje o idioma predominante no país é o inglês.

Dados de Botsuana

Extensão territorial: 581.730 km²

Localização: África Meridional

Capital: Gaborone

Idioma: Inglês e Setswana

Atual presidente: Ian Khama

População: 2.053.237 habitantes

Densidade demográfica: 4 hab/km²

Taxa média anual de crescimento populacional (2010-2015): 1%

População residente em área urbana: 62%

População residente em área rural: 37%

Taxa de alfabetização de pessoas com mais de 15 anos de idade: 85%

População subnutrida: 26%

Expectativa de vida: 53 anos

Domicílios com acesso à água potável: 96%

Domicílios com acesso à rede sanitária: 63%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,634 (médio)

Moeda: Pula

Produto Interno Bruto (PIB): US$ 18.101.000

PIB per capita (2011): US$ 8,533

Gastos Públicos com educação: 8% do PIB

Gastos Públicos com saúde: 6% do PIB

Bandeira nacional de Botsuana

Bandeira nacional de Botsuana

Por: Rodolfo F. Alves Pena

Artigos relacionados

África do Sul

País que busca superar as marcas de uma política de segregação racial.

Zimbábue

O Zimbábue detém o pior IDH do planeta, clique aqui e conheça um pouco mais sobre esse país!