Funcionamento da máquina fotográfica digital

O princípio de funcionamento da máquina fotográfica digital baseia-se na utilização de um sensor que converte a luz recebida pelo objeto em sinais elétricos.

Nas últimas décadas, os aparelhos eletrônicos passaram por uma evolução significativa que foi marcada, principalmente, pela conversão de informações analógicas em informações digitais. Essa evolução também ocorreu com os instrumentos ópticos, e um dos melhores exemplos disso é a máquina fotográfica digital.

As máquinas fotográficas eram construídas de forma semelhante às câmaras escuras de orifício, que eram formadas por uma caixa com um pequeno furo em uma das paredes que projetava a imagem invertida de um objeto colocado em frente a esse furo. Além disso, elas possuíam um conjunto de lentes convergentes que captava a imagem, tornando-a menor que o objeto fotografado.

No interior dessa caixa era colocado um filme fotográfico construído de material fotossensível. Quando a lente era aberta, ocorria a passagem de luz, e a imagem ficava gravada nesse filme, denominado negativo. Em seguida, a imagem era novamente invertida e projetada sobre um papel sensível à luz para ser impressa.

O funcionamento da máquina fotográfica digital para captar a imagem ocorre de forma semelhante: a luz proveniente do objeto é captada por um conjunto de lentes esféricas e projetada no fundo da câmera. Mas o registro da imagem é feito de forma diferente: utiliza-se um sensor denominado CCD (charge coupled device), que tem a função de transformar a luz em sinais elétricos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


O sensor CCD tem a função de converter a luz em sinais elétricos

Esses sinais são transportados até um chip que transforma as informações eletrônicas recebidas em sinais digitais. A partir de então, a imagem já pode ser armazenada em dispositivos de memória, como os cartões de memória que já vêm integrados ou inseridos na câmera.

A imagem da câmera fotográfica digital é formada por um conjunto de pixels, que é o menor componente da imagem digital. Quanto maior a quantidade de pixels em uma imagem, maior é a sua qualidade ou resolução.

Outro fator importante é que a quantidade de pixels é expressa como a multiplicação entre os componentes horizontais e verticais da tela em que a imagem está exposta. Por exemplo, se a resolução da máquina é 320 x 240, isso significa que ela tem 320 pixels na horizontal e 240 na vertical, o que resulta em aproximadamente 77 mil pixels.

Para cada finalidade que a imagem possui existe uma resolução adequada. A resolução de 640 x 480, por exemplo, é ideal para fotos enviadas por e-mail e para serem publicadas em sites. Já uma resolução de 1600 x 1200 é ideal para fotos impressas.

Máquina fotográfica digital

Máquina fotográfica digital

Por: Mariane Mendes Teixeira

Artigos relacionados

Instrumentos ópticos

Veja aqui as características dos instrumentos ópticos que fazem uso de aplicações do conhecimento sobre as lentes.

Lentes Esféricas

Conhecendo um pouco mais sobre as lentes esféricas convergentes e divergentes.