Enem Digital 2021: como funciona

O uso da tecnologia vem se tornando cada dia mais normal nos mais variados setores da sociedade. Na educação e na pesquisa, não é diferente, afinal, é bem mais prático saber como fazer um sumário no Word, por exemplo, do que recorrer aos clássicos papel e caneta.

Um dos grandes reflexos da presença da tecnologia de forma essencial na educação atualmente é a realização do Enem Digital.  No artigo de hoje, veremos o que é Enem Digital e alguns tópicos que podem ser de ajuda e esclarecer possíveis dúvidas sobre a versão digital e sobre a prova como um todo, como:

  • O que é Enem digital?
  • Surgimento do Enem digital
  • Como fazer a inscrição no Enem 2021
  • Isenção na taxa do  Enem
  • O que levar e não levar no dia da prova
  • Redação

A realidade atual do Brasil com a pandemia de covid-19 torna o uso da internet diário e necessário na vida dos estudantes. Alunos de graduação e pós-graduação, por exemplo, estão lidando com diversas questões ligadas ao mundo acadêmico: estágios, teses, dissertações, TCCs (e, claro, exigências como dedicatória no TCC e regras ABNT) de maneira remota e digital.

Apesar de os estudantes que pretendem ingressar na faculdade não precisarem ter tanta atenção a detalhes como esses ainda, a versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio mostra o quanto a tecnologia já está presente na vida deles. Mas, quanto ao ENEM digital: como funciona? Quais detalhes não podem ser esquecidos sobre a prova?

Enem Digital: funcionamento

Antes de vermos as considerações gerais sobre a prova (por exemplo, o que levar ou não), é interessante darmos uma olhada rápida em como funciona o Enem digital. É importante ressaltar que não existe razão para se desesperar, pois o Exame Nacional do Ensino Médio só vai se tornar integralmente digital por volta do ano de 2026, segundo o Inep.

Mas, afinal, qual a diferença entre o Enem impresso e o digital? Quanto à estrutura de prova, essa diferença é mínima. Ambas as versões contam com o mesmo tempo de prova e também são divididas da mesma forma: 90 questões mais a redação, no primeiro dia, e mais 90 questões no segundo dia.

Contudo, as provas digitais são realizadas em laboratórios e salas de informática de escolas e universidades espalhadas em municípios com a infraestrutura necessária. Portanto, vale se atentar aos municípios que irão oferecer o Enem digital.

Vale lembrar também que os computadores destinados ao Enem Digital 2020 — que foi a primeira edição desta modalidade — não possuíam acesso à Internet ou a qualquer outro programa além do sistema da prova. Na versão 2020, apenas alguns estados puderam oferecer a versão digital da prova, mas a tendência é que, a cada ano, mais locais de prova e cidades possam oferecer o Enem digital.

Distribuídos em todos os estados, 99 municípios diferentes ofereceram a versão digital do Enem. Além disso, vale ressaltar que o limite de inscrições para o Enem Digital no ano passado foi de cerca de 100 mil.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como se inscrever para o Enem 2021?

Existem alguns passos a serem seguidos para se inscrever no Enem. Todos eles são realizados no site do Inep e isso facilita a inscrição.

  1. Acessar a página do participante:  https://enem.inep.gov.br/participante/#!/.
  2. Preencher o questionário socioeconômico.
  3. Fornecer informações para contato e criação de senha.
  4. Escolher entre a modalidade da prova: impressa ou digital.
  5. Gerar o boleto com a taxa de inscrição.
  6. Pagar o boleto e receber o cartão confirmação.

De maneira simples e intuitiva, todos esses passos podem ser realizados na página do participante, no site do Inep, que conta até com o auxílio de uma assistente virtual!

As datas exatas de inscrição e isenção ainda não foram divulgadas. No entanto, quanto à isenção de taxa, o candidato deve acessar sua página do participante e selecionar a opção de isenção. No Enem 2020, a taxa de inscrição foi de 85 reais, segundo o site Brasil Escola.

O candidato terá direito à isenção caso:

  1. seja aluno de colégio público ou bolsista integral em colégio particular e que a renda familiar seja equivalente a 5 salário mínimo;
  2. candidatos  inscritos no CadÚnico cuja família receba até 3 salários mínimos no mês.

Candidatos do terceiro ano do Ensino Médio de escolas não particulares que se inscrevem no Enem ganham isenção automaticamente.

Como é o sistema do Enem Digital?

Muitos podem se perguntar como será o Enem Digital. No entanto, o sistema utilizado para a realização do Enem é fácil de entender e de simples utilização. Na imagem abaixo, podemos ver a página do candidato com uma guia lateral que possui diversas opções, como questões, ajudas e outras:

Podemos ver também que a interface para a resolução de perguntas é bem intuitiva, exibindo opções como “pergunta anterior”, “próxima” e até “desmarcar resposta”, caso haja algum equívoco na hora de fazer o exercício. Já na imagem a seguir, podemos ver o mapa de questões, que, por sua vez, apresenta opções como “finalizar a prova” e até exibe a proposta de redação.

O sistema do Enem Digital como um todo é muito intuitivo, visando minimizar possíveis confusões que possam surgir ao realizar a versão digital do Enem. Ainda assim, há diversos vídeos e tutoriais na internet que mostram o funcionamento Enem Digital. Além disso, em sua versão de 2021, o sistema tende a permanecer o mesmo.

Dicas e websites úteis

Além do que foi demonstrado neste texto, há um grande leque de sites especializados em vestibular, inscrição, datas, serviços acadêmicos, materiais de estudo e inúmeros outros que podem ajudar os candidatos. Abaixo iremos listar alguns desses websites que podem ser úteis nesse período pré-vestibular.

portal.inep.gov.br/provas-e-gabaritos

Consulta de provas e gabaritos do Enem

ensinomediodigital.fgv.br

Consulta de material, livros e apostilas

blogdoenem.com.br

Conteúdo voltado para o Enem

mundovestibular.com.br

Consulta de material, livros e apostilas

mystudybay.com.br

Aulas particulares,  estudo e projetos escolares

Esses cinco websites possuem distintas funcionalidades e maneiras de auxiliar você que está nessa fase pré-vestibular. Dentro do Portal Inep e do Blog do Enem, você consegue ficar por dentro de detalhes específicos do Enem, como provas, datas, matérias e outros pontos importantes.

Já no Mundo Vestibular e no Ensino Médio Digital da FGV, você pode consultar materiais, livros, apostilas e partes específicas de cada matéria, visando a melhorar seu desempenho nos estudos e na hora da prova.

Por fim, a My Study Bay é uma plataforma online que irá conectar você com diversos profissionais do meio acadêmico e educacional. Dentro do site, é possível marcar aulas particulares, ler tutoriais, esclarecer dúvidas e realizar inúmeros projetos como TCCs (incluindo dedicatórias TCC, justificativas e demais seções) e outros trabalhos escolares e acadêmicos!

Considerações sobre a prova

Além dos prazos de inscrição, isenções, locais de prova e Enem Digital, existem algumas coisas essenciais que não dá pra deixar passar antes de fazer a prova. O que levar? O que não posso levar? Essas e várias outras questões podem surgir na mente do candidato ao se aproximar da data da prova.

Vamos tentar esclarecer algumas questões importantes para você não cometer nenhum engano nessa hora também, começando com aquilo que é essencial para fazer a prova:

  1. caneta esferográfica transparente preta;
  2. água;
  3. lanches;
  4. álcool em gel;
  5. máscara.

Todos esses itens são muito importantes para um bom andamento da prova. Apesar disso, segundo o manual do Enem, o fiscal de sala pode pedir para verificar seu lanche em caso de suspeita de “cola” ou algo do gênero.

Quanto aos utensílios que não se deve levar em hipótese alguma para a prova, temos:

  1. canetas não transparentes;
  2. lápis, borracha e afins;
  3. calculadora e quaisquer dispositivos eletrônicos;
  4. livros ou qualquer tipo de anotação;
  5. bonés, chapéus e afins.

Quanto ao conteúdo, a redação do Enem é caracterizada classicamente por trazer uma questão social que deve ser resolvida pelo candidato a partir  de uma proposta. O grande ponto da redação do Enem é não fugir do tema e usar argumentos para defender sua tese.

Conclusão

Por fim, vale lembrar também que é importantíssimo prestar atenção ao horário em que os portões abrem e fecham. Geralmente a abertura ocorre às 12 horas e o fechamento às 13 horas. Então, não vá sair de casa às 12:55 e perder praticamente o estudo todo de 2021 por uma coisa assim.

Além dos estudos, também é essencial se preparar mentalmente, tendo calma e tranquilidade na hora de fazer a prova. Uma grande dica sempre dada por professores e cursos preparatórios aos estudantes é fazer a prova de forma serena. Portanto, se mantenha informado e faça a prova com calma. Quem sabe no ano seguinte não é você quem estará pensando em dedicatórias para TCC e estágios curriculares!

Por: PrePara Enem

Artigos relacionados

Provas do Enem 2021 serão em novembro e inscrições começam em junho

O Ministro da Educação, Milton Ribeiro, divulgou em seu perfil no Twitter as datas de inscrições e provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021.