Tratamento para queimaduras

Queimaduras podem ser provocadas por diversos agentes, tais como a exposição prolongada ao Sol, materiais superaquecidos ou extremamente frios, choques elétricos; contato com determinados seres vivos, tais como urtigas, águas-vivas e certas lagartas; ou escapamento de motos, produtos corrosivos, explosivos, etc.

Tal problema pode ocasionar diversos graus de comprometimento da pele, em termos de profundidade e também no que diz respeito à área atingida. Quanto mais profunda e extensa for uma queimadura, mais preocupante é o quadro da pessoa acometida (veja mais sobre esses parâmetros no texto “Queimaduras”).

Outra questão é a probabilidade de desenvolvimento de manchas na pele, após a completa cicatrização do ferimento. Em muitos casos, os procedimentos tomados logo após o acidente e o correto acompanhamento médico são capazes de diminuir bem essas chances ou, pelo menos, a intensidade das manchas. Alguns deles são:

- Manter a calma.

- Resfriar a área atingida com água corrente, até que a sensação de dor cesse. Depois, enxugar delicadamente, enrolando-a com gaze estéril ou um pano limpo.

- No caso de queimaduras solares, não cobrir as regiões acometidas.

- Não colocar nada no ferimento, exceto água corrente (nem mesmo pomadas ou remédios caseiros, como babosa e clara de ovo).

- Caso partes da roupa da vítima tenham aderido à queimadura, o ideal é não provocar a sua remoção.

- No caso de queimaduras que formam bolhas (de segundo grau), a pessoa acidentada não deve furá-las.

- Pessoas com mais de 20% do corpo comprometido não devem ingerir água ou qualquer outro líquido sem antes se consultar.

- Ir ao médico o mais rápido possível.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como já dito, uma vez que as queimaduras tendem a formar manchas, é importante sempre seguir as orientações do profissional da saúde responsável pelo tratamento. Na atualidade, existem procedimentos capazes de reverter totalmente ou, pelo menos, consideravelmente, esse quadro.

Proteger a cicatriz do sol, usando roupas ou tecidos especiais, e também o protetor solar; é uma das medidas principais, e que depende unicamente (ou principalmente) da pessoa em questão. Caso o médico ache relevante, poderá indicar o uso de remédios específicos e/ou malha compressiva. Em casos mais graves, pode ser sugerido o tratamento através do uso de curativos biológicos, preparados com pele de porco ou, mais recentemente, de rã. Outra medida é a expansão de tecidos, que permite que a pele sã seja expandida, substituindo, cirurgicamente, a região queimada. Em casos mais extremos, infelizmente, pode existir a necessidade de se amputar os membros atingidos, já que podem danificar partes não acometidas do corpo, caso permaneçam ali.

Vale lembrar que geralmente o tratamento é longo, mas seus resultados valem a pena. Por isso, é importante que o paciente não se descuide desses procedimentos.

Tampar a área atingida faz parte do tratamento para queimaduras.

Tampar a área atingida faz parte do tratamento para queimaduras.

Por: Mariana Araguaia

Artigos relacionados

Queimadura

Queimaduras podem ser classificadas de acordo com o grau de profundidade, ou pela porcentagem do corpo que foi acometida. Em alguns casos, as queimaduras são fatais.