Teorias atuais sobre a origem da vida

O modo como a vida surgiu na Terra é uma incógnita que perturba os seres humanos desde a Antiguidade. Antigas doutrinas ensinavam que os seres vivos eram gerados a partir da matéria bruta, dando início a uma teoria chamada de Teoria da Abiogênese, também conhecida comoTeoria da geração espontânea. Por muito tempo, as pessoas acreditaram que isso realmente fosse possível e até “receitas” para se produzir seres vivos foram dadas por alguns cientistas. A teoria da abiogênese foi contestada por muitos cientistas, que a partir de diversos experimentos provaram que um ser vivo só se origina a partir de outro ser vivo preexistente, surgindo então a Teoria da Biogênese.

Com a aceitação da Teoria da Biogênese e a queda definitiva da Teoria da Abiogênese, os cientistas tinham outra pergunta: Se os seres vivos se originam de outro ser vivo preexistente, então como surgiu o primeiro ser vivo?

Atualmente, a ciência admite duas hipóteses para explicar a origem da vida em nosso planeta,aOrigem extraterrestre e a Origem por evolução química.

A hipótese da origem extraterrestre, também chamada de panspermia, defende que os seres vivos não surgiram na Terra, mas em outros planetas. Eles foram trazidos para a superfície terrestre através de esporos ou outras formas resistentes. Essa teoria surgiu no século XIX e início do século XX, um dos seus primeiros defensores foi o físico irlandês William Thomson e o químico sueco Svante August Arrhenius.

Essa teoria foi reforçada depois que foram descobertos, nos meteoritos que caem atualmente na superfície terrestre, moléculas orgânicas, indicando que a formação dessas moléculas no Universo é comum, dando indícios de que realmente há vida fora da Terra.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A hipótese da origem por evolução química, também conhecida como teoria da evolução molecular, foi argumentada inicialmente pelo biólogo inglês Thomas Huxley, sendo que na década de 1920, ela foi aprofundada pelos cientistas Oparin e Haldane.

Os defensores dessa teoria acreditam que a vida na superfície terrestre tenha ocorrido a partir de uma evolução química, como o nome da teoria já propõe. De acordo com eles, compostos inorgânicos como carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo, entre tantos outros, foram se combinando, originando moléculas orgânicas como aminoácidos, açúcares etc. À medida que o tempo passou, essas moléculas orgânicas formadas também foram se combinando, originando moléculas mais complexas, como proteínas, carboidratos, entre outros. Ainda segundo essa teoria, essas moléculas adquiriram tamanha complexidade que conseguiram se duplicar originando outras moléculas.

Tanto os defensores da panspermia quanto os defensores da origem por evolução química acreditam que o surgimento da vida na Terra só foi possível por haver condições favoráveis a isso, como água em estado líquido, moléculas orgânicas e fonte de energia. Entretanto, os defensores da teoria da origem por evolução química acreditam que a Terra primitiva oferecia essas condições favoráveis, portanto, não seria necessário ir para fora do planeta para tentar explicar a origem dos seres vivos.

Aproveite para conferir a nossa videoaula relacionada ao assunto:

Atualmente, duas teorias são aceitas para explicar a origem da vida em nosso planeta

Atualmente, duas teorias são aceitas para explicar a origem da vida em nosso planeta

Por: Paula Louredo Moraes

Artigos relacionados

A teoria do Big Bang

Saiba um pouco mais sobre a teoria do Big Bang e compreenda o que pode ter ocorrido nos primeiros momentos do universo.