Glândulas salivares

Tipos de glândulas exócrinas, as salivares são responsáveis pela produção de saliva e podem ser classificadas em maiores e menores.

As glândulas salivares são as responsáveis pela produção da saliva, um produto formado basicamente por água, proteínas, glicoproteínas e eletrólitos. Por lançarem sua secreção no interior da cavidade oral, são consideradas glândulas do tipo exócrinas. A seguir, discutiremos as características dessas importantes estruturas do nosso corpo.

→ Como são as glândulas salivares?

As glândulas salivares são formadas por elementos parenquimatosos (parênquima glandular), envoltos e sustentados por tecido do tipo conjuntivo. No parênquima glandular, encontramos estruturas secretoras chamadas de ácinos que se abrem em ductos. Assim sendo, há uma porção secretora e uma porção condutora na estrutura dessas glândulas.

Os ácinos podem ser formados por células serosas, mucosas ou, ainda, por esses dois tipos. As células serosas produzem uma secreção mais aquosa, que é rica em enzimas, e as células mucosas secretam muco, o qual atua na lubrificação do bolo alimentar.

→ Como as glândulas salivares podem ser classificadas?

As glândulas salivares podem ser classificadas em maiores e menores:

  • Glândulas salivares maiores: Os três pares de glândulas salivares maiores são as parótidas, submandibulares e sublinguais. Essas glândulas são bem desenvolvidas e produzem uma grande quantidade de saliva.

    As glândulas parótidas apresentam ácinos com células serosas e localizam-se dos dois lados da nossa face, abaixo e a frente das orelhas. Essas glândulas são responsáveis por aproximadamente 30% de toda a saliva produzida.

    As glândulas submandibulares apresentam ácinos formados, em sua maioria, por células serosas, porém uma parte deles possui células mucosas. Sua localização, como o nome indica, é na parte interna da mandíbula. Essas glândulas produzem cerca de 60% de toda a saliva.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

    Por fim, as glândulas sublinguais são um conjunto de glândulas muito próximas, envolvidas por uma cápsula delicada. Nessas glândulas, existe uma maior quantidade de células mucosas, entretanto células serosas também estão presentes. Essas glândulas situam-se abaixo da língua e produzem cerca de 5% da saliva produzida.

  • Glândulas salivares menores: Diferentemente das glândulas salivares maiores, as glândulas salivares menores recobrem a cavidade oral. Estima-se que existam entre seiscentas e mil glândulas menores, porém elas produzem uma menor quantidade de saliva quando comparadas às maiores. A maioria das glândulas salivares menores é mista, isto é, apresentam ácinos com células mucosas e serosas. Essas glândulas possuem ductos pequenos que se abrem na cavidade oral e, dependendo de sua localização, são denominadas como glândulas labiais e palatinas.

→ Qual a função da saliva produzida pelas glândulas salivares?

A saliva apresenta importantes funções para a saúde oral e também auxilia no processo de digestão. Entre as principais funções atribuídas à saliva, podemos citar:

  • Atuação no processo de digestão: presença da enzima amilase salivar, ou ptialina, que age na digestão do amido.

  • Lubrificação do bolo alimentar, facilitando a deglutição.

  • Ação antibacteriana, o que melhora a saúde bucal.


Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto:

Três principais tipos de glândulas salivares: parótidas, submandibulares e sublinguais

Três principais tipos de glândulas salivares: parótidas, submandibulares e sublinguais

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Saliva

Conheça a constituição e a importância da saliva.

Sistema digestório

Clique aqui e fique sabendo como funciona o sistema digestório e suas características.