Álcool corta o efeito do antibiótico?

Você já deve ter ouvido falar que o álcool corta o efeito do antibiótico, entretanto essa afirmação não está totalmente correta.

Com toda certeza você já ouviu falar que bebidas alcoólicas cortam a ação do antibiótico, que, portanto, passa a não fazer mais efeito. Apesar de ser uma afirmação tradicionalmente conhecida, ela não é completamente verdadeira e merece ser analisada em cada caso.

Primeiramente devemos lembrar que uma grande quantidade de remédios interage com outras substâncias. Isso quer dizer que, ao utilizar determinado medicamento, é necessário ficar atento para observar se as substâncias que estão sendo ingeridas não interferem na ação do remédio. Essa informação é facilmente encontrada na bula do medicamento, sendo assim, é importante lê-la!

No caso dos antibióticos, não há uma interação que diminua sua eficácia na grande maioria dos casos. O que acontece com o álcool e esse medicamento é que, ao ingerir uma grande quantidade de bebida alcoólica, a pessoa passa a urinar mais em razão da inibição do hormônio antidiurético e, com isso, ocorre uma eliminação mais rápida do fármaco.

Sendo assim, o que podemos concluir é que o uso abusivo e exagerado do álcool é desaconselhado, pois acaba diminuindo a quantidade do medicamento na corrente sanguínea. Isso quer dizer que, apesar de não fazer mal, a recomendação de não beber durante o tratamento é válida. Além disso, devemos destacar que, em algumas infecções, o álcool pode ainda piorar o quadro clínico do paciente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vale destacar, entretanto, que alguns antibióticos específicos não devem e não podem ser utilizados concomitantemente com o álcool. Dentre os antibióticos proibidos, podemos citar o metronidazol, tinidazol, cloranfenicol e sulfonamidas, por exemplo. Ao ingerir bebidas alcoólicas com esses medicamentos, pode ocorrer uma série de reações desagradáveis, tais como vômitos, dor de cabeça, desmaios e até mesmo a morte. Dizemos que esses antibióticos possuem efeito dissulfiram ou antabuse. Dissulfiram é uma substância usada no tratamento de pacientes viciados em álcool e causa grandes reações se usado com bebidas alcoólicas.

Lembre-se sempre de informar o médico sobre a ingestão frequente de álcool antes de iniciar qualquer tratamento farmacológico, e não apenas com antibióticos. Além disso, fique sempre atento às informações da bula, elas são extremamente importantes e podem evitar consequências graves.

Atenção! Exitem mais de 150 medicamentos que possuem interação com bebidas alcoólicas, sendo assim, fique atento a todas as recomendações do fabricante.

Será que beber durante um tratamento com antibióticos é permitido?

Será que beber durante um tratamento com antibióticos é permitido?

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Excreção de medicamentos

Entenda como ocorre a eliminação de medicamentos pelo organismo!

Ressaca

Clique aqui e saiba o que causa a ressaca e por que você se sente tão mal depois de beber demais.

Álcool

Conheça a composição química do álcool, seu efeito sobre o organismo, por que ele é considerado uma droga e as tristes consequências do alcoolismo.